A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

13/05/2019 14:47

Sindicato convoca policias civis para paralisação, mas atendimento segue normal

Categoria reivindica tratamento diferenciado no texto da reforma, a exemplo das Forças Armadas

Silvia Frias e Clayton Neves
Atendimento não foi reduzido em delegacia de Campo Grande (Foto: Clayton Neves)Atendimento não foi reduzido em delegacia de Campo Grande (Foto: Clayton Neves)

O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de MS) convocou a categoria a participar de paralisação em protesto contra a reforma previdenciária e a favor da aposentadoria policial. Em Campo Grande, a ideia era somente manter serviços essenciais, mas há delegacias em funcionamento normal.

A paralisação estava prevista para começar às 13h e terminaria às 18h. Segundo o presidente do Sinpol, Giancarlo Miranda, pelo menos 1,8 mil policiais iriam aderir à paralisação em Mato Grosso do Sul.

Em Campo Grande, além do protesto, a categoria participaria da audiência pública “A Reforma da Previdência e os Impactos Constitucionais, Econômicos e Sociais”, na Assembleia Legislativa. Miranda diz que a manifestação hoje é nacional.

A categoria reivindica tratamento diferenciado dentro da reforma previdenciária, a exemplo do pedido já feito por militares das Forças Armadas. “Os policiais civis têm uma atividade diferenciada e de risco, que deve ser observada. Vamos lutar pelo direito a uma aposentadoria digna”, diz Miranda. Ele também reclama que não houve diálogo com a categoria.

A reportagem do Campo Grande News passou em algumas delegacias e verificou que o atendimento está normal, sem qualquer redução decorrente do protesto. Alguns policiais nem estavam sabendo da paralisação. Porém, por precaução, a orientação é ligar para verificar se ao longo do dia o atendimento não será reduzido por conta do protesto, que deve acabar somente às 18h.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions