A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

01/02/2019 10:13

Enquanto decreto não sai, pesque e solte está liberado no Rio Paraguai

Governo está elaborando o decreto que regulamenta a pesca amadora nos rios de Mato Grosso do Sul

Bruna Pasche
A liberação é exclusiva para o serviço Pesque e Solte. (Foto: Divulgação Governo do Estado)A liberação é exclusiva para o serviço Pesque e Solte. (Foto: Divulgação Governo do Estado)

A modalidade Pesque e Solte está liberada a partir de hoje (1°) até o dia 28 de fevereiro no leito do Rio Paraguai enquanto o Governo do Estado estuda e elabora o texto para publicar o decreto que regulamenta a pesca amadora nos rios de Mato Grosso do Sul, para manter o estoque pesqueiro.

Conforme informações do Governo, a autorização é exclusivamente para o sistema Pesque e Solte e apenas no leito (calha) do Rio Paraguai, até o final do mês quando também termina a Piracema e a pesca volta a ser liberada em todo Estado. “Apesar do período de proibição, turistas procuram o Estado para a atividade amadora, o que evidencia a aprovação do sistema Pesque e Solte e também da Cota Zero, em prol da reprodução das espécies”, publicou o Governo em nota.

A fiscalização da PMA (Polícia Militar Ambiental) será reforçada em Corumbá e Porto Murtinho, cujas áreas envolvem a calha do rio, especialmente na fronteira com Paraguai e Bolívia, na região de divisa com Mato Grosso e também na área do entorno do parque Nacional do Pantanal, sob pena de multa de R$ 700,00 a R$ 100 mil, além de R$ 20,00 por quilo de peixe, além de crime ambiental com prisão variando de 1 a 3 anos de detenção.

Em reunião com pescadores, ribeirinhos e representantes de turistas, o governo estadual garantiu que ainda não vai publicar decreto que restringe a pesca amadora nos rios de Mato Grosso do Sul, na última quarta-feira (31). A informação de que o decreto seria publicado ainda no mês de fevereiro gerou pânico nos comerciantes e ribeirinhos que foram até a Governadoria em busca de respostas.

Durante a reunião, o responsável pela Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, assegurou o texto não está pronto e que a reunião foi positiva para ambas as partes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions