A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/12/2010 11:25

Adaptação ao novo sistema prejudica cadastro do seguro desemprego, diz SRTE/MS

Ricardo Campos Jr.

Tempo de atendimento será reduzido e mais senhas distribuídas em breve

Com poucas senhas, trabalhadores formam fila em frente à SRTE/MS para conseguir atendimentoCom poucas senhas, trabalhadores formam fila em frente à SRTE/MS para conseguir atendimento

A SRTE/MS (Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul) informou, por meio de nota oficial, que o limite de senhas para cadastro do seguro desemprego é necessário em função da adaptação dos atendentes ao novo sistema. A nota foi enviada em resposta à matéria publicada no Campo Grande News no último dia 29 de novembro.

Nesse dia, foi constatado pelo Campo Grande News que a quantidade de pessoas que aguardam na fila para retirar uma das 50 senhas é muito superior a essa capacidade, sendo que algumas pessoas chegam a dormir no local para conseguir atendimento.

De acordo com a SRTE/MS, a partir do dia 22 de novembro a nova ferramenta que permitiu a integração entre todas as superintendências e órgãos vinculados ao MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) de todo o pais passou a operar.

Os servidores receberam treinamento para lidar com o novo sistema, mas de acordo com a nota divulgada pelo STE/MS, ainda estão em processo de adaptação, o que acarreta maior tempo de atendimento, que segundo a superintendência, chega a 30 minutos

“As dificuldades de adaptação ao novo sistema fazem parte do processo de mudança e não deverão trazer nenhum prejuízo aos trabalhadores, que terão os seus direitos de prazos respeitados”, informa o SRTE/MS.

Ainda de acordo com a declaração, tão logo os atendentes se habituem a essa nova ferramenta, o atendimento tenderá a tornar-se mais ágil. “Que o atendimento está sendo normalizado e quando o sistema estiver adaptado, serão necessários 10 minutos para cada atendimento.”

Opções Os trabalhadores tem opção de solicitar o seguro desemprego na sede do SRTE/MS, que fica na rua 13 de Maio; na Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul), que fica na rua 14 de Julho; na Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande), que fica na avenida Eduardo Elias Zahran e nos práticos, que ficam em frente a alguns terminais de transbordo na capital.

Na Funtrab, a distribuição de senhas é feita a partir das 7 horas. Foi constatado pelo Campo Grande News que no local o movimento era bem menor que na sede da SRTE/MS, no entanto, isso não implica que as senhas sejam suficientes para a demanda.

Na Funsat, um atendente informou que uma avaliação acerca da adaptação dos servidores em relação ao novo sistema ia ser feita. Caso fosse observada rapidez no cadastro, mais senhas seriam disponibilizadas à população.

Em contato com os postos de atendimento que ficam em frente aos terminais General Osório e Guaicurus, a informação repassada pelos atendentes foi que os servidores que atuam nos requerimentos do seguro estão passando por uma capacitação em função da implantação de um novo sistema.

Práticos estão sem atendimento para seguro desemprego
Apesar de serem uma das alternativas para realizar o cadastro para seguro desemprego, os práticos estão com atendimento suspenso e sem previsão de re...
Trabalhador madruga na fila para pedir seguro desemprego
As senhas são limitadas e dezenas de pessoas madrugam na frente dos órgãos que realizam cadastro para receber o seguro desemprego em Campo Grande, em...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions