A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/10/2013 11:26

André alerta que União é culpada em caso de novo conflito em MS

Leonardo Rocha
André destacou que governo federal precisa tomar alguma atitude sobre as demarcações (Foto: Cleber Gellio)André destacou que governo federal precisa tomar alguma atitude sobre as demarcações (Foto: Cleber Gellio)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou que caso haja um novo conflito entre a comunidade indígena, produtores rurais e policias aqui em Mato Grosso do Sul a culpa será da União, que até agora não apontou qual será a solução para indenização e demarcação de terras indígenas.

“Nós estamos esperando uma atitude do governo federal, a União tem que apontar qual será a solução, se o clima ficar efervescente novas mortes podem acontecer, seja dos índios ou dos policiais e a culpa será deles”, afirmou André.

Reunião – No último dia 30 de setembro, os produtores rurais afirmaram que desde a vinda do ministro da justiça, Eduardo Cardozo a Campo Grande, 11 fazendas já haviam sido invadidas no Estado. De acordo com a Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) hoje se acumula 67 propriedades rurais reivindicadas por indígenas.

Os produtores ponderaram que falta vontade política do governo federal e que a falta de ação “incentiva” os indígenas a invadir as propriedades, ao invés de esperar uma definição da União.

Ultimato – A Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) encaminhou ofício ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, cobrando posicionamento da União. Caso não haja uma resposta concreta até o dia 30 de novembro, a promessa é de encerramento das negociações e apelação aos organismos internacionais.

Diretoria da Famasul marca coletiva para falar sobre reintegração de fazenda
O presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Eduardo Riedel e o diretor secretário do órgão, Ruy Fachini, irã...
Deputados do MS e Famasul pedem suspensão de demarcações no MS
Durante seis horas, parlamentares representando os produtores rurais de Mato Grosso do Sul participaram nesta quarta-feira (8) em Brasília de uma aud...


Independente de demarcação indenizada ou não, como será a produção econômica desse estado sem as propriedades rurais? Lembro a todos que aldeia indígena não produz nada, e que a população, de um modo ou outro, depende do campo para se manter. Atenção povo sul-mato-grossense, não entrem nessa estória de "redistribuição de terras" que vocês vão cair do cavalo!
 
João Dias em 03/10/2013 16:54:10
Prá mim não é novidade nenhuma...
Existem questões como esta de Sidrolândia, em Antônio João, que estão esperando uma solução do governo ou dos governos à muito mais tempo. Acreditavam mesmo que o caso da invasão em Sidrolândia seria resolvida em tão pouco tempo. Este povo do pt que está aí "não está nem aí", porque as terras não são deles mesmo...Este povo do pt que está aí, parece que tem raiva de produtor rural...
Mas se um dia os produtores rurais se unirem de verdade e fizerem uma greve, por uma safra que seja, este povo que persegue os produtores, nos dias de hoje, vão entender finalmente que produção não sai dos "movimentos sociais" e sim da terra; vão entender que produção de alimentos não saem, em sua maior parte, dos assentamentos e sim dos produtores tradicionais deste país.
 
Paulo Márcio em 03/10/2013 16:51:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions