A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/07/2010 22:20

Caçadores eram mercenários contratados por fazendeiros

Redação

Além de promover "safáris" no Pantanal, os caçadores presos na Operação Jaguar também atuavam como mercenários, informou a Polícia Federal ao site Diarionline, de Corumbá.

Eles eram contratados por fazendeiros da região para matar as onças, que costumavam atacar os rebanhos bovinos.

"Fazendeiros, principalmente aqui do estado, contrataram algumas destas pessoas para matar. Isso foi comprovado durante as investigações", afirmou o delegado Alexandre do Nascimento.

A ação da Polícia Federal, deflagrada em três estados (PR, MT e MS), resultou na prisão de 11 pessoas, incluindo quatro argentinos e um paraguaio.

Outras três pessoas estão foragidas, entre elas o taxidermista que empalhava os animais.

Ainda de acordo com o Diarionline, toda a operação foi coordenada de Corumbá, onde começaram as investigações.

O grupo foi monitorado pelos agentes da PF por quase um ano.

Somente o chefe da quadrilha, Eliseu Augusto Sicoli, é acusado de ter matado 28 onças em 2009. Todo o grupo pode ter matado mais de 100 animais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions