ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 25º

Capital

“Quem faz milícia são os índios”, disparam produtores rurais

Por Vinícius Squinelo e Zana Zaidan | 04/12/2013 20:12

Produtores rurais e o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) dispararam contra os indígenas, alegando que o que se vive hoje em Mato Grosso do Sul é a criação de milícia dos próprios índios.

“Quem faz milícia são os índios”, disparou Francisco Maia, presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul).

Segundo Maia, a própria Polícia Federal relatou a criação de milícias indígenas. “Quando tivemos encontro com o ministro da Justiça, um delegado afirmou que quando foi realizar uma reintegração de posse, a PF foi recebida por uma verdadeira milícia armada, isso quem falou foi um delegado”, comentou, sem citar o nome do delegado federal.

As entidades de produtores rurais se reuniram na tarde desta quarta-feira (4), para decidir quais ações serão feitas sábado (7), após suspensão do Leilão da Resistência, que arrecadaria fundos para a proteção de invasões indígenas nas propriedades rurais do estado. Eles tentaram derrubar a decisão, e realizar o evento.

“O que fizeram na fazenda do Ricardo Bacha é que foi trabalho de milícia”, defendeu o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), lembrando a invasão da Fazenda Buriti.

Segundo palavras do deputado, os indígenas estariam armados com revólveres e muita munição. “Eles se reúnem e montam grupos armados para invasões”, afirmou.

Ainda segundo Zé Teixeira, os produtores rurais estão sendo responsabilizados por crimes que não cometem. De acordo com ele, foram 196 assassinatos de indígenas nos últimos anos, porém com 95% deles realizados por outros índios.

“É índio matando índio, e aí parece que o produtor que é criminoso”, emendou o parlamentar.

Nos siga no Google Notícias