A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/04/2011 13:26

Ação conjunta da Polícia e MPE irá combater poluição sonora na Capital

Paula Vitorino

Atividades começam neste mês

Ação conjunta da polícia civil e militar, coordenada pelo MPE (Ministério Público Estadual), irá combater a poluição sonora em Campo Grande. As atividades devem ser iniciadas ainda neste mês e terão como objetivo alertar a população sobre o cumprimento da Lei do Silêncio.

A ação contará com palestras educativas em lojas, bares, casas noturnas e outros estabelecimentos. Os policiais também irão intensificar as blitzes utilizando aparelho que é capaz de mensurar a freqüência do som.

De acordo com dados do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), foram registradas 2.826 ocorrências de perturbação do sossego somente no ano passado, na Capital.

Já no primeiro trimestre deste ano, foram contabilizadas 510 reclamações de moradores quanto à incidência de barulho perto do local.

Segundo o delegado titular da Decat, Fernando Villa de Paula, as maiores ocorrências referentes à poluição sonora são casas noturnas, clubes recreativos e templos religiosos.

“Podemos dizer que esse é um dos maiores problemas sociais vividos em Campo Grande. Vimos através dos dados do Ciops que 70% dos chamados no fim de semana, são referentes à poluição sonora e perturbação do silêncio”, afirma Fernando.

Para o cidadão que desrespeitar à Lei do Silêncio, a penalidade prevista no Código de Trânsito brasileiro é de multa grave com cinco pontos na carteira. Além disso, o veículo é retido e notificado pelos policiais. O volume do som não pode passar na freqüência de 80 decibéis.

Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


JÁ FALEI ISSO quando comentei a manchete: Operação fecha conveniência e apreende 25 veículos no fim de semana.
ATÉ AGORA, NA LA BARCA, no Jardim Jacy, NÃO APARECEU 1 (UNZINHO SEQUER) POLICIAL PARA POR FIM ÀQUELA POUCA VERGONHA.... pouca vergonha....ATÉ QUANDO OS QUE TRABALHAM DIA INTEIRO TERÃO QUE FICAR SEM DORMIR devido a vagabundos (as) que dormem de dia e perturbam à noite???
Escrevi, esperançosa, isso: "Operação fecha conveniência......"
"Que beleza! Esperamos que as operações sejam feitas em bairros residenciais, os moradores do Jardim Jacy aguardam isso a anos !!!! Especialmente os moradores atormentados pelo som alto e oa barulheira que vem do "Bar La Barca", que tem, inclusive, mesa de sinuca na calçada, onde as pessoas não conseguem andar....O bairro é residencial" SOLICITAMOS JUSTIÇA !!!!
 
maria de Lurdes Zanin em 14/04/2011 07:08:20
Só não entendo porque demorouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu muito as providências sobre isso. Só quem tem uma casa perto de algum bar que permite som (próprio ou automotivo) alto e bêbados gritando e dançando até altas horas é que sabe o quanto incomoda. Em muitos casos, tenho certeza, os que eram incomodados (trabalhadores, idosos e outros de bons costumes que não conseguiam dormir e não eram atendidos pela justiça - apenas conseguiam fazer boletim de ocorrências) é que mudavam ou vendiam as casas (mesmo com prejuízo de desvalorização). TOMARA que desta vez seja prá valer.
 
Nivaldo Silva em 08/04/2011 03:57:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions