A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/09/2016 12:24

Acusado de matar mulher na frente do filho ficou foragido durante 16 anos

Viviane Oliveira e Julia Kaifanny
Depois de 17 anos, Josuel é julgado por matar a mulher a tiros. (Foto: Alcides Neto) Depois de 17 anos, Josuel é julgado por matar a mulher a tiros. (Foto: Alcides Neto)

Acusado de matar a ex-mulher, Josuel Aparecido da Silva, 58 anos, ficou foragido durante 16 anos. Durante o julgamento, que acontece nesta terça-feira (21), o réu disse que se arrepende e nunca comentou sobre o crime com ninguém. Inconformado com a separação, Josuel matou Emília Brito com três tiros, na frente do filho, que na época tinha 7 anos, no dia 1º de fevereiro de 1999, na Rua Camburu, no Bairro Coophatrabalho, em Campo Grande.

O réu não foi julgado antes, porque estava foragido. Ele foi preso no dia 6 de outubro do ano passado, em Ribas do Rio Parado, distante 103 quilômetros de Campo Grande.

Josuel relatou em depoimento, que no dia do crime, foi até a casa da vítima para reatar o relacionamento. Os dois saíram para comprar refrigerante e durante o caminho a vítima disse que não queria mais voltar. “Ela falou que eu não servia mais para ela, fiquei muito chateado, deu um branco e eu atirei”, afirma. 

Depois do crime, o acusado fugiu e jogou a arma fora. Durante esses anos, Josuel morou em várias cidades do interior do Estado e do Paraná, onde tem família.

Josuel e Emília foram casados durante 10 anos e estavam separados há 20 dias. Segundo o Ministério Público, o réu matou a mulher por ciúmes. O casal se conheceu em Tangará da Serra, no Mato Grosso, quando trabalhavam em uma fábrica. O resultado do júri será divulgado hoje à tarde.

Crime - Conforme a denúncia do Ministério Público, no dia do crime, o réu foi até a casa da ex com a intenção de reatar o casamento. Os dois saíram para conversar e quando retornaram, o denunciado sacou o revólver e disparou contra a mulher. Emília foi atingida pelas costas com três tiros. Ela chegou a ser socorrida para a Santa Casa, mas morreu um dia depois.

Após 17 anos, homem que matou ex-esposa a tiros será julgado hoje
Vai a júri popular nesta manhã (21), na 2ª Vara do Tribunal do Júri, Josuel Aparecido da Silva, 58 anos, acusado de matar a tiros a ex-mulher Emília ...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions