A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

12/12/2012 18:01

Acusado de morte motivada por chacota é condenado a 14 anos de prisão

Nícholas Vasconcelos

Foi condenado a 14 anos de prisão Vanderson dos Santos de Araújo, 21 anos, acusado pela morte de Giovani Dias Armindo, de 17 anos, no dia 3 de dezembro de 2009 em Campo Grande.

Conforme o processo, Vanderson dizia que era humilhado pela vítima. Na época do crime, ele contou que não tinha intenção de matar Geovani e que chegou ao local para tomar tereré com os amigos, mas, como foi motivo de chacota, atirou no adolescente.

Vanderson convivia com a ex-namorada de Giovani. No entanto, a jovem o traiu com o adolescente. Por este motivo, Vanderson era motivo de chacotas entre os amigos.

Nessa quinta-feira, ao chegar na residência da amiga, para tomar tereré, segundo ele, Geovani teria dito: "O corno chegou". Diante da situação, perdeu a cabeça e atirou.

Vanderson foi condenado pela maioria do júri pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e pelo recurso que dificultou a defesa do ofendido.

O juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, afirmou na setença que o acusado “agiu com dolo acima do normal, tendo em vista que foi ao local onde a vítima estava, invadiu a residência de terceira pessoa, aliás para tanto, até pulou o muro, e ao adentrar no cômodo (quarto) onde ela estava, inclusive, sentada conversando e assistindo televisão com a proprietária da casa e outros amigos, desferiu-lhe três tiros de revólver, (confesso), acertando 1, inclusive nas costas, na altura do coração fato que demonstrou a sua nítida vontade em querer matar, sendo merecedor de elevada censura”.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions