A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/09/2011 19:00

Adolescente de 16 anos foi baleado após empurrão em feira, afirma mãe

Nadyenka Castro

De acordo com auxiliar de serviços gerais, o filho se envolveu em uma discussão e quando seguia para casa foi atingido por um tiro

Mancha de sangue ficou na calçada da rua Mestre Valentim, onde Kayo foi baleado. (Foto: Pedro Peralta)Mancha de sangue ficou na calçada da rua Mestre Valentim, onde Kayo foi baleado. (Foto: Pedro Peralta)

Uma discussão na feira do bairro Estrela do Sul, em Campo Grande, teria sido o motivo da tentativa de homicídio contra Kayo Weslley Lopes Gouveia Sotelo, 16 anos, por volta das 22h30min dessa quarta-feira.

Pelo menos é isso que afirma a mãe do adolescente, que preferiu não se identificar. “A gente não sabe se ele [vítima] empurrou o rapaz [que atirou] ou se foi o contrário”, disse.

Ela conta que Kayo saiu de casa para ir lanchar na feira com alguns amigos. Quando estavam no local houve a discussão. “Parece que o rapaz [que atirou] tentou roubar o boné do meu filho e então teve o empurrão”, diz a auxiliar de serviços gerais.

Após a discussão, cada um dos envolvidos foi para um lado. A vítima, segundo a mãe, foi em direção à sua residência, e o autor, foi pegar a arma de fogo usada na tentativa de homicídio.

Quando Kayo seguia a pé para retornar à casa, de acordo com a mãe dele, o autor o encontrou e atirou. “O tiro entrou pela nuca e saiu na testa do meu filho”, relata a mulher.

O autor do disparo estava em uma motocicleta e fugiu em seguida. “Ele é muito perigoso”, fala a mãe de Kayo, sobre a pessoa que tentou matar o filho dela, o qual não tem passagens pela Polícia. “Ele é muito tranquilo. Quieto até demais”, declara a mulher sobre o filho.

Até o fim da tarde desta quinta-feira o estado de saúde de Kayo era gravíssimo. Ele está em coma induzido na Santa Casa.

No local onde houve a tentativa de homicídio, conhecido como calçadão, ficou a mancha de sangue.

Moradores do bairro dizem apenas que ouviram o tiro e a movimentação depois e se calam quando questionados sobre o motivo do crime e sobre a presença de jovens na praça e na feira.

De acordo com a PM (Polícia Militar), jovens de bairros da região - Nascente do Segredo, Anache, Morada Verde, entre outros- reúnem-se constantemente na praça do Estrela do Sul.

E este ‘encontro’ termina em confusão algumas vezes devido à rivalidade entre eles. Conforme policiais militares, os protagonistas do crime dessa quarta-feira residem no Jardim Anache, mas, pertencem a grupos diferentes de amigos.

Adolescente ferido com tiro no Estrela do Sul está em coma na Santa Casa
Caso está sendo investigado pela 2ª Delegacia de Polícia da CapitalUm adolescente de 16 anos, foi atingido por disparos que atingiram a cabeça, na n...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Até quando continuará a banalização da vida de outrem, pois o Kayo veio a obito na última terça-feira (27/09/2011), nossos jovens precisão viver no amor de Deus para que valorize suas vidas e a de outros, meus sentimentos a familia desse jovem, que partiu em sua adolecencia por falta de amor e respeito do responsavel pelo ato, que Deus e os familiares o perdoei para que encontre a paz tão almejada
 
MARCIO JOSE DE FREITAS SIPPEL em 28/09/2011 08:45:11
sra odilia,antes de tecer comentarios a respeito de algo que nao se tem conhecimento,procure ir até o posto policial do bairro e pergunte aos policiais quantos bairros alem do estrela do sul,eles teem para efetuarem patrulhamentos de rotina com apenas uma viatura?ou seja o policiamento não pode ficar concentrado só na praça,afinal há outros bairros a serem patrulhados.
 
francisco da silva em 23/09/2011 09:49:47
PEÇO DESCULPAS PELA EXPRESSAO...MAIS ATÉ QUANDO NÓS MORADORES VAMOS VIVER NESSE INFERNO QUE ESTÁ VIRANDO NOSSO BAIRRO ESTRELA DO SUL? SOU MAE,MORO NA MESMA RUA ONDE ACONTECEU O CRIME,TENHO 3 FILHOS HOMENS,UM COM 15 ANOS QUE POR SINAL JÁ TRABALHA,FAZ CURSO E ESTUDA Á NOITE NO ESTRELA DO SUL. QUERO SEGURANÇA AOS MEUS FILHOS E TENHO CERTEZA QUE TODAS AS MAES TAMBEM QUEREM O MESMO! CADE AS ATITUDES?
 
ANDRESSA MONTINI em 23/09/2011 08:06:07
Isso ocorre por falta da presença policial,pois se tivesse mais segurança nao teria acontecido isso.A policia so aparece qdo chamam.E eles sabem que isso acontece sempre.
 
odilia ap silva em 22/09/2011 07:27:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions