ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Alvo de ação, advogado diz que tem crédito de R$ 30 milhões com pecuarista

Por Fabiano Arruda | 08/02/2012 10:35

O advogado Paulo Tadeu Haendchen, em briga judicial milionária com seu ex-cliente, o pecuarista Antônio Moraes dos Santos, defendeu-se e afirmou que é ele quem tem que receber valores de honorários que ultrapassam R$ 30 milhões.

Antônio Moraes, conhecido por doações milionárias em Campo Grande como à Santa Casa, move ação contra Haedchem em que pede devolução de aproximadamente R$ 2,4 milhões, além de indenização em torno de R$ 3,6 milhões. A ação no TJ tem valor de R$ 5 milhões.

Segundo Paulo Tadeu, o pecuarista, seu ex-cliente por quase 30 anos, deve para ele R$ 4,5 milhões em valores originários. “Com juros e correção este valor ultrapassa os trinta milhões de reais”, garante.

Ele também confirmou que reteve valor, no entanto, de R$ 2 milhões em ação que defendia seu ex-cliente e citou base no artigo 664 do Código Civil que dispõe: “o mandatário tem o direito de reter, do objeto da operação que lhe foi cometida, quanto baste para pagamento de tudo que lhe for devido em consequência do mandato".

Haedchem ainda afirma que o caso deve ser discutido apenas na Justiça e considerou “a polêmica encerrada”, destacando que sua defesa tem 70 laudas, enquanto a “ação contra o Sr. Moraes 45 páginas”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário