ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Com medo de ficar sem a 2ª dose, idosos passam madrugada na fila da vacina

Após atraso no repasse da Caronavac, foi retomada hoje a vacinação para quem esperava desde 21 de abril

Por Anahi Zurutuza e Bruna Marques | 04/05/2021 07:20
Antes da 7h, fila na Avenida Mato Grosso já tinha mais de 50 carros (Foto: Henrique Kawaminami)
Antes da 7h, fila na Avenida Mato Grosso já tinha mais de 50 carros (Foto: Henrique Kawaminami)

Depois do atraso na segunda aplicação da Coranavac, a incerteza sobre se a quantidade de vacinas disponíveis será suficiente para todos que já receberam a primeira dose fez idosos passarem a madrugada em frente ao Pavilhão Albano Franco, um dos drive thrus para imunização. Muita gente confessou que nem dormiu de tanta ansiedade.

Por volta das 6h20 já havia pelo menos 50 carros estacionados em uma das pistas da Avenida Mato Grosso, em Campo Grande, aguardando a abertura dos portões, às 7h30. A segunda da fila, Catarina do Carmo Sigarini da Silva, 69 anos, chegou ao drive às 2h30. “Passamos a madrugada no carro”, conta.

Catarina passou a madrugada na companhia do marido e de uma boa música (Foto: Henrique Kawaminami)
Catarina passou a madrugada na companhia do marido e de uma boa música (Foto: Henrique Kawaminami)

Na companhia do marido, os dois investiram na música e boa conversa para passar o tempo. “São poucas doses disponíveis e como todo mundo está esperando, ficamos receosos de faltar”, afirmou a aposentada que recebeu a primeira aplicação no dia 21 de abril.

Errada ela não está. A chegada de 5,6 mil doses da Coronavac no sábado, dia 1º, vai permitir a retomada da aplicação da segunda dose da vacina contra a covid-19, em Mato Grosso do Sul. O lote, no entanto, não cobre nem 5% do grupo de 94,7 mil pessoas com doses em atraso até esta segunda-feira, conforme estimativa da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Também aposentado, Jorge Wagner Velasco, de 69 anos, são escondia a ansiedade por receber mais uma “picadinha” no braço. Chegou às 3h20 no drive thru do Albano Franco após perder o sono. “Acordei na expectativa de tomar a vacina, perdi o sono e pensei, vou para a fila”, relata o morador da Vila Marli que escolheu o ponto de vacinação pela segurança. “De madrugada, achei que seria mais seguro vir para a Mato Grosso”.

Jorge Wagner chegou às 3h20 ao drive thru do Albano Franco e garantiu o terceiro lugar na fila (Foto: Henrique Kawaminami)
Jorge Wagner chegou às 3h20 ao drive thru do Albano Franco e garantiu o terceiro lugar na fila (Foto: Henrique Kawaminami)

Antes da segunda dose, mas com o terceiro lugar garantido, Jorge Wagner já comemorada. “O sentimento é de liberdade, chance de viver, embora com as restrições necessárias para não causar problemas para outros que ainda não tomaram a vacina. Estou feliz e na expectativa para que todos tenham a vacina, os mais jovens, meus filhos, meus netos, para que isso passe e nos liberte dessa angústia”.

Sebastião Carlos Flores Faria, 67 anos, era oitavo da fila e aguardava no conforto do Fusquinha pela segunda dose. Morador do Bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo, ele saiu de casa às 4h. “Queria ter vindo passar a noite, mas minha esposa não deixou, achou que é perigoso. Vim cedo com medo de não conseguir vacinar”.

Sebastião Carlos diz que não vê a hora de estar imune para poder pescar (Foto: Henrique Kawaminami)
Sebastião Carlos diz que não vê a hora de estar imune para poder pescar (Foto: Henrique Kawaminami)

O aposentado não vê a hora de completar a imunidade para poder partir para uma boa pescaria. “Tô doido para ir pescar, você nem imagina a vontade. Meus amigos chamam, mas minha mulher é japonesa e brava, porque quem ama, cuida não é?”, comenta, com bom humor.

Quem pode se vacinar? - Pessoas nascidas entre janeiro e maio quem estavam com a vacinação da 2ª dose da coronavac agendada para o dia 21 de abril, mas não se vacinaram, serão imunizados nesta terça-feira (04), em Campo Grande. O município tem fracionado o uso dessa vacina diante do número limitado de doses enviadas pelo Ministério da Saúde. A Capital recebeu aproximadamente 1,5 mil doses de coronavac quando o público estimado é de 4,5 mil pessoas.

Além de retomar a vacinação desse público a prefeitura dará continuidade na imunização de gestantes e puérperas que tenham a partir de 18 anos. Vale lembrar que as mulheres desse grupo só serão vacinadas, caso não tenham tomado outra vacina em menos de 15 dias.

A mães podem se deslocar até os drives-thrus do Parque Ayrton Senna, no Albano Franco e no Guanandizão, das 14h às 22h. Já quem for tomar a segunda dose da coronavac podem ir nestes pontos a partir das 07h30.

A vacinação também continua para pessoas com comorbidade de 45 anos ou mais - com a apresentação de laudo que conforme a enfermidade-, trabalhadores da educação de ensino básico e superior e profissionais de Assistência Social de 40 anos ou mais, além de trabalhadores da saúde de 21 anos ou mais.

O atendimento às pessoas pertencentes a estes públicos ocorrerá durante todo o dia em mais de 60 pontos de imunização espalhados por toda a cidade. Para evitar filas e aglomeração, é necessário realizar o cadastro no sistema de identificação prévia. O acesso é feito pelo site: http://vacina.campogrande.ms.gov.br.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário