ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Anvisa alerta sobre vermífugo presente no "kit prevenção" contra covid-19

Prefeitura de Campo Grande comprou 180 mil comprimidos do medicamento

Por Jones Mário | 11/07/2020 16:35
Remédio tem eficiência comprovada no combate a piolhos e vermes parasitários (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Remédio tem eficiência comprovada no combate a piolhos e vermes parasitários (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu nota na noite de ontem (10) para reforçar a ausência de lastro científico que comprove a eficácia da ivermectina para tratamento de pacientes com novo coronavírus.

Segundo a entidade responsável pelo controle sanitário da produção e consumo de medicamentos no País, “não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso”.

A agência avisa que as indicações aprovadas para o vermífugo são as constantes na bula do remédio, e o uso para fins diferentes do recomendado são de responsabilidade do médico que prescrever a droga.

No dia seguinte à nota, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), anunciou a compra de 180 mil comprimidos do medicamento, que vai compor o chamado “kit prevenção” à covid-19.

O coquetel terá ainda outro remédio cuja eficiência no tratamento de pacientes com novo coronavírus não foi comprovada, a hidroxicloroquina. Azitromicina, zinco, vitamina D e potássio completam o kit, que, segundo Trad, ficará disponível para pacientes com receita médica. O município vai gastar R$ 863 mil para montar os coquetéis.

Segundo boletim de hoje da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Campo Grande soma 4.352 casos de novo coronavírus e 31 mortes. Há ainda 2.438 notificações suspeitas sem encerramento, ou seja, com exame em análise ou processo ainda em aberto pela prefeitura.