A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/10/2014 18:01

Após 18 meses de nova direção, Santa Casa volta a enfrentar crise

Lidiane Kober
Santa Casa enfrenta déficit mensal de R$ 4 milhões (Foto: Arquivo)Santa Casa enfrenta déficit mensal de R$ 4 milhões (Foto: Arquivo)

Passados 18 meses da troca de comando, a Santa Casa volta a enfrentar crise financeira. No mês passado, só parte dos fornecedores foram pagos e, entre os funcionários, quem recebe acima de R$ 5 mil, ganhou apenas 70% do salário. O problema, segundo a nova direção, é reflexo do déficit mensal de R$ 4 milhões para bancar o custeio no atendimento público.

Em maio de 2013, o hospital, após intervenção de oito anos do município e do Estado, voltou ao comando da Associação Beneficente de Campo Grande, presidida por Wilson Teslenco. “Desde que a reassumimos, avisamos os três entes (Ministério da Saúde, o Estado e a prefeitura da Capital) da necessidade de revisar o contrato de 2011”, frisou o presidente.

Segundo ele, a Santa Casa recebe por mês em torno de R$ 15,1 milhões do SUS (Sistema Único de Saúde). O recurso, porém, não seria suficiente para bancar o custeio do atendimento público e o déficit mensal seria de R$ 4 milhões. “Cerca de 90% do nosso atendimento é público”, frisou Teslenco.

Diante da dificuldade financeira, conforme ele, a Santa Casa vem reforçando, desde maio, não suportar mais o déficit a partir de agosto passado. “A nossa proposta é para que os três entes rateassem os R$ 4 milhões em condições sustentáveis”, enfatizou Teslenco.

Teslenco não deu detalhes do reflexo da crise no atendimento do hospital (Foto: Arquivo)Teslenco não deu detalhes do reflexo da crise no atendimento do hospital (Foto: Arquivo)

Apesar do alerta, de acordo com ele, governos federal, estadual e municipal se “silenciaram”. “Fomos algumas vezes a Brasília para tentar renegociar o contrato, mas o Ministério da Saúde não nos deu resposta e todos se silenciaram”, comentou o presidente da associação.

Supostamente sem dinheiro suficiente, a crise voltou a bater as portas do hospital. “No mês passado, pagamos parcialmente os fornecedores e devemos fazer isso novamente”, informou Teslenco. “Neste mês, pagamos o salário de todos que recebem até R$ 5 mil e 70% de quem ganha mais do que isso”, acrescentou.

Sobre as consequências da crise financeira no atendimento, o presidente do hospital evitou dar detalhes. “Na segunda-feira (20), vamos dar entrevista coletiva para falar sobre as soluções possíveis”, desconversou.
Até agora, segundo ele, a prefeitura propôs reforçar, a partir de fevereiro de 2015, em R$ 2 milhões o repasse mensal. “Mas isso não resolverá o nosso problema”, ponderou.

Por meio da assessoria de imprensa, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que a prefeitura “cumpre o que está contratualizado”. “O aumento do teto do SUS está em negociação, mas isso não depende só do município”, completaram.

O titular da pasta, Jamal Salém, não atendeu ligação e nem a retornou para dar mais detalhes do caso. Informações extraoficiais indicam que ele estaria em reunião com a direção da Santa Casa para tentar sanar o problema.

Santa Casa não paga dívida de R$ 1 milhão e enfermeiros ameaçam iniciar greve
A Santa Casa de Corumbá, distante 419 km de Campo Grande, tem uma dívida de R$ 1 milhão com trabalhadores do hospital. A justiça já determinou o paga...
Após mortes na quimioterapia, Santa Casa irá fechar setor de Oncologia
Após três mortes no setor de quimioterapia, a Santa Casa terá de seis meses a um ano para fechar o setor de Oncologia. Três pacientes, que realizavam...


É óbvio, um hospital que atende ( e bem) a todos os municípios, estados vizinhos ,PY e Bol, só poderia quebrar.
Enquanto isso o desgoverno do PT ( Dilma) doou :
- 682 milhões de dólares a Cuba na construção do porto de Mariel.
- Perdão da dívida de países africanos - 717 milhões de dólares
- Corrupção na refinaria de Abreu e Lima em Pernambuco - 23 bilhões de reais
- Prejuízo na compra estúpida da refinaria de Pasadena (USA) - 1,2 bilhões de dólares
- Repasse do " mais médicos" à DITADURA Cubana - 1,2 bilhões de reais por ano.
- Copa do Mundo - 25,6 bilhões de reais
- Olimpíadas de 2016 - 45 bilhões de reais
- Custo do Mensalão do PT ( Lula) aos cofres públicos - 141 milhões de reais em 02 anos
- Gastos de propaganda - 2,3 bilhões de reais
Viva o PT
 
henrique em 09/10/2014 08:03:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions