A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/04/2014 15:18

Após dois anos, Prefeitura retoma operação de limpeza nos bairros

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Moradora aproveitou operação desovar aparelhos de televisão e de computador (Foto: Marcelo Victor)Moradora aproveitou operação desovar aparelhos de televisão e de computador (Foto: Marcelo Victor)

Após dois anos, a Prefeitura de Campo Grande retomou, neste mês, a operação limpeza nos bairros para recolher entulhos, móveis, galhos de árvores, entre outros. Para atingir toda a cidade até setembro, a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) ampliou o número de frentes de trabalho de duas para oito.
No fim de semana, os moradores do Bairro Guanandi, na saída para Sidrolândia, realizaram limpeza dos quintais e colocaram todo o lixo, que não é recolhido pelo serviço de coleta da Solurb, na rua.

Responsável pelo conserto de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, Lucineide Francisco Alexandre, 40 anos, aproveitou a retomada da operação e colocou dezenas de aparelhos de televisão sem utilidade na rua. Ela contou que o serviço era realizado duas vezes por ano, mas que no ano passado, não ocorreu.

“O mutirão é bom para descartar o lixo que eles não coletam”, comentou ela. “Geralmente, a gente espera por até uma semana”, contou, sobre o monte de lixo que ocupa as ruas do bairro.

O lixo nas ruas é tanto, que atrapalha o tráfego de veículos, pedestres e até ônibus. “As pessoas deveriam ter mais consciência na hora de jogar na rua”, comentou a dona de casa Ana Rosa Silva Ferreira, 55. Ela disse que não recebeu a notificação, mas acredita que a operação deve chegar ao bairro logo já que as máquinas estão na Vila Piratininga, a cerca de dois quilômetros do Guanandi.

A aposentada Ana Honório de Freitas, 69, aproveitou a operação para cortar uma árvore que estava destruindo a calçada em frente da sua casa. Ela destacou que o serviço realizado pelo poder público é importante porque recolhe todos os produtos que os moradores não possuem condições de pagar para uma empresa particular realizar, como móveis velhos, entulhos, geladeiras, televisões, entre outros.

Aposentada aproveitou operação para cortar árvore (Foto: Marcelo Victor)Aposentada aproveitou operação para cortar árvore (Foto: Marcelo Victor)
Lucineide aproveitou para descartar aparelhos de televisão que não tinham conserto (Foto: Marcelo Victor0Lucineide aproveitou para descartar aparelhos de televisão que não tinham conserto (Foto: Marcelo Victor0

Retomada – O secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, admitiu que a operação estava suspensa desde 2012. No ano passado, a Prefeitura só disponibilizou duas equipes para realizar a limpeza dos bairros e acabar com os focos de dengue.

Agora, com mais seis equipes, a operação conta com 48 caminhões e 16 máquinas para recolher o lixo. Antes, uma frente de trabalho passa pelo bairro realizando capina, retirando a areia da rua e calçadas.

O secretário disse que a meta é concluir a operação limpeza até setembro. Além de combater a dengue, os operários trabalham com o objetivo de deixar a cidade mais limpa.

No total, cerca de 850 homens trabalham na operação. A Prefeitura ainda pretende contratar mais 100 operários, mas esbarra na falta de mão de obra.

 

Lixo que não era recolhido toma conta de ruas no bairro Guanandi (Foto: Marcelo Victor)Lixo que não era recolhido toma conta de ruas no bairro Guanandi (Foto: Marcelo Victor)


Falemos a verdade, hein! Não adianta a prefeitura fazer a parte dela se o povo não colabora. Como é que essas pessoas conseguem guardar e conviver com tanto bagulho?
A prefeitura limpa e no outro dia o sujeito vai lá e joga um sofá velho em cima da calçada. Aí não dá, né!
 
Hugo Alves em 28/04/2014 17:58:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions