ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Após meses com exame suspenso, hospital volta a marcar ressonância magnética

Hospital de Câncer negociava renovação de contrato com Di Imagem, mas contratou Centro Radiológico

Por Caroline Maldonado | 29/06/2022 08:10
Prédio do HCAA (Hospital de Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão) na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, no Centro da Capital (Foto: Arquivo/Marcos Maluf) 
Prédio do HCAA (Hospital de Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão) na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, no Centro da Capital (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

Após mais de três meses sem marcar exames de ressonância magnética, o HCAA (Hospital de Câncer Alfredo Abrão) informou que retomou o atendimento neste mês por meio de parceria com a empresa Centro Radiológico. O hospital não tem aparelho de ressonância e os pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) passavam por exames na Di Imagem, mas depois de longo período de negociação o contrato não foi renovado.

“O contrato com o Centro Radiológico foi assinado em 11 de maio de 2022 e, após os trâmites administrativos, os exames foram retomados neste mês de junho. O HCAA realiza em média 65 ressonâncias por mês e com a nova parceria o HCAA espera normalizar a agenda de ressonâncias magnéticas, compatibilizando o pactuado SUS em prol dos pacientes oncológicos do hospital”, diz a nota enviada pelo hospital ao Campo Grande News.

O exame de ressonância é essencial no tratamento de câncer. Em março,  a paciente Maria Aparecida Batista, relatou ao Campo Grande News a dificuldade enfrentada pela falta do exame. Ela recebeu a notícia de que os exames de ressonância seriam retomados em um mês, mas depois desse período o hospital informou que ainda não havia concluído as negociações e somente neste mês fechou o contrato com outra prestadora de serviço.

Há seis anos, Maria tratou um câncer de mama. Na época, fez a reconstrução com as próteses mamárias e, neste ano, um problema de vazamento de líquido em uma delas fez com que precisasse, novamente, passar por exame de ressonância magnética com urgência.

Na época, o hospital respondeu ao jornal que a empresa continuava realizando os exames de urgência e emergência.

SUS - O hospital lembrou em nota que o setor de imagens realiza gratuitamente para o usuário mais de 1,3 mil exames por mês, entre raios-X, mamografias, ultrassons, entre outros exames, muito além do pactuado SUS.

“Somos uma instituição filantrópica, atuando além de nossa capacidade, sempre buscando o melhor aos pacientes. Lembramos que o HCAA é uma instituição beneficente, sem fins lucrativos com 99% dos pacientes oriundos do SUS sendo totalmente gratuito aos usuários. A ajuda e esforço em prol da causa é essencial”, diz a nota.

O HCAA pede à população que contribua e ajude a manter os atendimentos. “Doe qualquer valor através do PIX 67 99288-2117 ou saiba outras formas de ajudar pelo telefone 0800 6006313”.

Nos siga no Google Notícias