A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

07/05/2019 13:34

Aumento da cesta básica em Campo Grande é o maior registrado no País

Em abril, alta da cesta básica foi de 10,7%, a maior entre as capitais analisadas; em valores, é a 5ª mais cara do País

Silvia Frias
Fim da safra de verão foi responsável pelo aumento do preço do tomate (Foto/Arquivo: Ronie Cruz)Fim da safra de verão foi responsável pelo aumento do preço do tomate (Foto/Arquivo: Ronie Cruz)

A cesta básica em Campo Grande teve alta de 10,07% em abril, o maior índice de aumento entre as 18 capitais brasileiras avaliadas na pesquisa nacional da cesta básica de alimentos feita mensalmente pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Além da capital de MS, as outras cidades com alta expressiva foram São Luís (7,10%), Aracaju (4,94%) e Vitória (4,77%).

Na avaliação dos percentuais, Campo Grande também apresenta o maior índice no acumulado dos últimos 12 meses, 30,17%. Em valores, a cesta básica na Capital foi orçada em R$ 492,55, a quinta mais cara do País.

A capital com a cesta mais cara foi São Paulo (R$ 522,05), seguida pelo Rio de Janeiro (R$ 515,58) e Porto Alegre (R$ 499,38).

Produtos – esse aumento do custo da cesta básica foi influenciado pela alta no quilo do tomate, 77,9% em Campo Grande. Em 12 meses, o aumento acumulado foi de 133,62%. Segundo o Diesse, o fim da safra de verão é a explicação para que os preços disparassem.

Além do tomate, houve aumento expressivo no preço da banana (18,06%). Os produtos que tiveram baixa nos preços foram café (-3,74%), carne bovina (-1,72%) e arroz (-1,43%).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions