ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  16    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Buraco na Marginal Lagoa está em asfalto feito em 2003, afirma Governo

Por Aline dos Santos | 31/01/2012 13:56
Ministério das Cidades mandou apurar qualidade da obras. (Foto: Marlon Ganassin)
Ministério das Cidades mandou apurar qualidade da obras. (Foto: Marlon Ganassin)

O buraco na Marginal Lagoa, em Campo Grande, é num trecho do asfalto feito em 2003. A informação é do governo do Estado.

A via em questão é a avenida Beira Rio, que integra o complexo onde foram executadas as obras de R$ 55 milhões do Parque Linear Lagoa. O Ministério das Cidades recebeu denúncia e determinou que a Caixa Econômica, o governo e a prefeitura apurassem a qualidade do serviço.

A obra foi a última do PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento) a ser inaugurada na Capital. O Estado realizou as obras no trecho entre a avenida Duque de Caxias ao bairro São Conrado e a prefeitura foi responsável pelo trecho entre o bairro e o anel rodoviário.

A Caixa afere a execução dos serviços e sua qualidade. Já a fiscalização da Lei nº 8666/93 (Lei de Licitações e Contratos Públicos) é atribuição do Estado e Município. A obra foi fiscalizada em agosto de 2009, mas, na ocasião, não foi detectada irregularidade.

De acordo com a assessoria de imprensa da Caixa, assim que notificado, o banco vai solicitar ao proponente da obra, informações sobre a execução dos serviços.

A obra do Parque Linear Lagoa atende os moradores dos bairros Buriti, Bonança, Coophavila II e região. O objetivo era pôr fim aos problemas de inundações e agilizar o trânsito.

Foi inaugurada uma avenida ligando o macroanel das saídas de Sidrolândia e São Paulo à avenida Duque Caxias, criando uma via rápida de 10 km para moradores de mais de 30 bairros.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário