A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/06/2014 14:30

Câmeras em 70% dos coletivos são estratégia contra fraude nos cartões

Helton Verão
Câmeras para fiscalizar quem está utilizando os cartões está instalada em 70% da frota (Foto: Cleber Gellio)Câmeras para fiscalizar quem está utilizando os cartões está instalada em 70% da frota (Foto: Cleber Gellio)
Camila diz que na faculdade é normal ver pessoas emprestando o passe (Foto: Cleber Gellio)Camila diz que na faculdade é normal ver pessoas emprestando o passe (Foto: Cleber Gellio)
Eduardo critica quem frauda o benefício  (Foto: Cleber Gellio)Eduardo critica quem frauda o benefício (Foto: Cleber Gellio)

Cerca de 70% dos ônibus do transporte coletivo estão com câmeras para combater fraude na gratuidade por idosos, estudantes e portadores de deficiência. A Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande) está com um setor que está fiscalizando quem está “encostando” os cartões nas catracas.

São pouco mais de 102 mil cartões de gratuidade entre estudantes, idosos, deficientes, e outros, de acordo com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). “Acho interessante a fiscalização contra essas fraudes. Muitos usam os passes dos outros só para passear a toa. Na faculdade é normal um colega utilizando o cartão do outro”, ressalta a acadêmica Camila Almeida, 17 anos.

“Utilizar a carteira do idoso ou deficiente é mais grave ainda. Afinal ou a pessoa não tem a idade suficiente para andar ou o problema de outra pessoa”, completa a estudante.

Outro estudante, morador da Mata do Jacinto, Eduardo Marques critica a falta de valorização por um beneficio. “Desvaloriza um beneficio, quem empresta também ajuda na fraude. Muitos consideram normal emprestar o cartão de uso pessoal para o outro”, comenta.

A Assetur explica que um setor especifico trata somente dos casos de fraudes. “Temos um sistema que bipa com sons diferentes conforme o tipo de cartão. Se a fisionomia, sexo, idade, cor da pele, não condizer com as cadastradas na Assetur, imediatamente o cartão é bloqueado e o titular Don cartão é convidado através de correspondência a comparecer para se explicar, podendo ser advertido ou até perder o direito”, explica a assessoria de imprensa.

A empresa ainda avisa que quem for flagrado fraudando, poderá ser indiciado por falsidade ideológica e fraude.

Atualmente 570 veículos compõem a frota dos ônibus do transporte coletivo.

O Campo Grande News questionou a Assetur e Agetran sobre o número de advertências e suspensões dos cartões, mas nenhuma das empresas apresentou os números até o fechamento desta matéria.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions