A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/10/2015 09:52

Campanha eleva número de mulheres que fazem exames preventivos

Juliana Brum
Diversas campanhas e ações estão sendo oferecidas para a população da Capital no outubro rosa (Foto - Divulgação)Diversas campanhas e ações estão sendo oferecidas para a população da Capital no outubro rosa (Foto - Divulgação)

A campanha de prevenção ao câncer de mama Outubro Rosa é reconhecido como ação de sucesso no país e faz com que uma das doenças mais temidas pelas mulheres, devido à sua alta frequência e sobretudo pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a sexualidade e a própria imagem pessoal, possa ser diagnosticado precocemente. Em 2014, no Estado foram detectados 770 casos sendo 300 localizados na Capital e o número de mulheres que fazem os exames duplicaram após o surgimento deste campanha em 2006.

A cada 100 mil mulheres, a taxa de incidência pode chegar a 62 casos novos, segundo o oncologista Cezar Augusto Galhardo.

Segundo a gerente de Saúde da Mulher do Estado, Ilda Guimarães de Freitas é esperado 740 casos da doença em Mato Grosso do Sul. Ela destacou que o Mato Grosso do Sul está em quinto colocado no ranking de mortalidade no país de casos causados pelo câncer de mama, somente neste ano apresentou 160 casos até o momento.

"Devemos lembrar que a doença pode dar também em homens, mas a maioria acontece mesmo em mulheres por isto as campanhas focam que a elas realizem os exames preventivos a partir dos 40 anos e apresente aos médicos" destacou Ilda.

Ela ainda destacou que esta é uma doença moderna que pode ser ocasionada por diferentes fatores dentre eles o estresse, a correria do dia-a-dia dentre outros fatores como até hereditário.

Os sintomas do câncer de mama podem ser diagnosticado após apalpar a região em forma de círculos, quando os nódulos ou tumores no seio são localizados, acompanhado ou não de dor mamária. Eles também podem surgir alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos ou retrações ou um aspecto semelhante a casca de uma laranja. Podem também surgir nódulos palpáveis na axila.

História familiar é um importante fator de risco para o câncer de mama, especialmente se um ou mais parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) foram acometidas antes dos 50 anos de idade. Entretanto, o câncer de mama de caráter familiar corresponde a aproximadamente 10% do total de casos de cânceres de mama.

A Sociedade de Mastologia também recomenda que a ingestão regular de álcool, mesmo que em quantidade moderada, é identificada como fator de risco para o câncer de mama.

O aparecimento dos tumores são relativamente raros antes dos 35 anos de idade, mas acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente.

A jornalista Priscila Trauer, repórter e editora do Jornal da TVE (RTVE) viveu este drama aos 17 anos, mas superou e venceu a doença após diagnosticar precocemente e constatar que o tumor era benigno e não precisaria fazer tratamentos mais invasivos.

"Bom, hoje, graças a Deus o período de frequência ao mastologista é longo, a cada dois anos. Mas o auto exame é sempre periódico. Por isso, eu apoio a Campanha Outubro Rosa. Visto essa camisa a favor do cuidado da mulher. Cuide-se, e lembre-se que você pode mudar o seu destino com o diagnóstico precoce" contou Priscila que viveu o drama da doença em sua juventude.

Segundo o oncologista Cezar Augusto Galhardo, do Hospital do Câncer de Campo Grande Alfredo Abraão, a importância do Outubro Rosa para as mulheres, contando que antes da existência deste programa os números eram muitos elevados e a mulher não fazia os exames preventivos e que o diagnótico precoce leva a 95% de cura no estágio 1.

"De 2006 para cá os números das mulheres que se previnem e fazem mamografia duplicaram.Agente tenta levar  mamografia de diferentes formas como a carreta e o ônibus que levam até as mulheres que não tem tanto acesso aos exames, assim abrangendo um alto número de mulheres" explicou Cezar Augusto.

A campanha nacional de prevenção ao Câncer de Mama, realizada no mês de outubro apelidado de "outubro rosa", está na reta final e diversas palestras e programas de prevenção estão sendo realizados na Capital e no interior como é o caso do ônibus da Cassems que oferece os exames preventivos para as mulheres do interior do Estado. A Santa Casa oferecerá nesta quarta-feira (28) a palestra sobre o tratamento atual de prevenção ao Câncer de Mama que será apresentado pelo mastologista Victor Rosa Pires de Oliveira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions