A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/05/2014 15:06

Campanha não atinge a meta e vacinação é prorrogada pela 3ª vez

Lidiane Kober

A campanha de vacinação contra a gripe ainda não atingiu a meta do Ministério da Saúde e a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) decidiu prorrogar pela terceira vez o prazo para o público-alvo se imunizar. Inicialmente, a campanha terminaria dia 9, agora, é possível se vacinar até a próxima sexta-feira (30).

Em Campo Grande, dos 184.051 alvos, 128.554 aderiram à imunização, 69,8% da meta. Quem menos procurou a vacina, foi as gestantes. Até ontem (22), 54% delas foram aos postos de saúde da Capital. O serviço está disponível em 64 unidades, das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas, de segunda à sexta-feira.

No Estado, dos 574.777 alvos da campanha, 301.179 mil aderiram, 52,4% do total. Até agora, o município com maior adesão é Mundo Novo, a 476 quilômetros da Capital. Na cidade, 93,2% do público aplicou a vacina.

Precisam receber a imunização crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.

Prevenção - A transmissão dos vírus acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

O Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus, por isso, as medidas de prevenção são muito importantes, particularmente durante o período de maior circulação viral, entre os meses de junho e agosto.

Os sintomas da gripe são febre, tosse, dores na garganta, na cabeça, muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

Em Dourados, 20 mil ainda não tomaram vacina contra gripe
Em Dourados, 60% da população pertencente aos grupos de risco tomaram a vacina contra a gripe. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 20 mil dourad...
Corumbá reúne 43% das 139 notificações de gripe em MS
A 419 quilômetros da Capital, Corumbá reúne 43,1% das 139 notificações de gripe em Mato Grosso do Sul, conforme boletim divulgado, nesta quinta-feira...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions