A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/06/2011 16:20

Campo Grande é 19ª no ranking das cidades mais digitalizadas do País

Marta Ferreira e Paula Vitorino
A estudante Camila: surpresa ao descobrir que pode acessar internet na Praça Ary Coelho.A estudante Camila: surpresa ao descobrir que pode acessar internet na Praça Ary Coelho.

Para a estudante Camila Mota, de 17 anos, foi uma surpresa descobrir, hoje, que dá para acessar a internet gratuitamente na praça mais antiga de Campo Grande, a Ary Coelho. É possível, sim, e não apenas lá: outros dois pontos da cidade, a Feira Central e um ponto de ônibus na Joaquim Murtinho, oferecem acesso livre à internet.Por essas e outras iniciativas, Campo Grande aparece entre as 19º lugar em um ranking das cidades digitais do Brasil.

Elaborado a partir de um questionário aplicado a uma centena de municípios, o Índice das Cidades Digitais, lançado esta semana, mede o nível de digitalização, por meio de iniciativas com esse fim. Campo Grande recebeu 312 pontos, mesma nota de Canoas (RS), Garulhos (SP), Brusque (SC) e Estrela (RS).

Entre as capitais pesquisadas, Campo Grande está em 7º lugar. No topo do ranking, aparecem Belo Horizonte, com 360 pontos, Curitiba-PR (352), Porto Alegre-RS (349) e Vitóri-ES,com 347 pontos.

Confira o ranking na página.

Como foi feito- O Índice é elaborado pela editora Momento Editorial, em parceria com a fundação CPqD. O trabalho é inédito no País. Para avaliar em que estágio estão os municípios brasileiros, o CPqD criou uma metodologia que leva em conta uma série de critérios, divididos em nove categorias. Eles consideram, conforme os organizadores, não só a infraestrutura tecnológica (presença de equipamentos primários, banda, cobertura geográfica, etc), mas também à disponibilidade de serviços digitais e até de recursos de acessibilidade, por exemplo, para pessoas com deficiências físicas ou analfabetas.

A partir desses critérios, foi gerado um questionário com 15 perguntas, que foram respondidas por mais de cem municípios, de todas as regiões do Brasil. Desse total, 75 questionários foram validados pela equipe da Momento Editorial e do CPqD, após checagem dos dados e seu cruzamento com informações da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e do IBGE. A metodologia também estabelece um sistema de pontuação para cada categoria de critério.

Campo Grande respondeu ao questionário e ficou entre os validados após a confrontação de informações.

Telecentros-O ranking destaca na cidade o projeto Telecentro, que oferece acesso à internet e a recursos de informática, à comunidade.

Hoje, Campo Grande tem 10 telecentros. Desses, 9 ficam em Cras (Centro de Referência em Assistência e Assistência Social), nome dado os locais que concentram o a acesso a ações sociais. O décimo telecentro fica no Creas (Centro Especializado de Assistência Social Sul), no bairro Aero Rancho.

Cada um deles, segundo a Prefeitura, atende cem pessoas por dia. O usuário pode, por exemplo, conferir a correspondência eletrônica ou imprimir um documento.

Esses telecentros foram implantados com recursos municipais. A prefeitura está implantando, por meio de um projeto federal, outros 26.

Novidades como essas recebem elogios da estudante que descobriu hoje o acesso gratuito à internet na Praça Ary Coelho. Camila Mota contou que mora no Parque Lajeado, bairro distante do centro, e por isso a possibilidade de acessar a internet do próprio celular ou de equipamentos portáteis facilita a vida. “Normalmente fico pelo centro bastante tempo e ajuda a passar o tempo, além de ser útil”.

Para usar a rede wi-fi nos pontos onde ela existe, é preciso fazer um cadastro. Ele deve ser feito nestes locais, em uma página que abre quando a pessoa acessa um navegador de internet.

Serviço:

Veja abaixo os bairros onde há telecentros em Campo Grande, nos Cras:

Aerorancho

Los Angeles

Canguru

Moreninhas

Tiradentes

Vila Popular

Vila Nasser

Estrela Dalva

Vida Nova

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Capitais menos desenvolvidas do país, como Aracaju-SE, já disponibilizam redes Wi-Fi até mesmo em ônibus urbanos. Muito ainda precisa ser feito em Campo Grande e investimentos devem ser colocados em pauta de forma correta pelos nossos governantes. Responsabilidade com o dinheiro público acima de tudo!
 
Leonardo Carriço em 16/06/2011 09:04:12
A cidade quer crescer, o povo queer evoluir com as tecnologias, mas o governo do ms nao deixa, pra começar com os impostos muito caros. fora o icms pela internet.
 
thiago souza em 15/06/2011 07:01:42
Parabens Campo Grande, vamos continuar insentivando a comunicacao pois e a terceira
revolucao industrial, e a Capital Morena esta no Caminho Certo..
 
Rque Elias Ricardi em 15/06/2011 06:16:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions