A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

25/05/2018 16:02

Coleta de lixo tem combustível assegurado só até terça, diz Solurb

Outros setores, como o da energia elétrica também devem ser prejudicados devido a greve

Guilherme Henri
Caminhão de coleta de lixo em rua de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Caminhão de coleta de lixo em rua de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Em razão da greve dos caminhoneiros, a Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo na Capital informou ter combustível assegurado para realizar o serviço somente até terça-feira (29).

Por meio de nota, a empresa explicou que possui tanque de combustível próprio com volume de armazenamento suficiente para dois dias de operação. “Nosso fornecedor nos garantiu que fornecerá diesel até segunda-feira (28), portanto teríamos combustível suficiente para operarmos normalmente até o seguinte. Ocorre que a entrega desse diesel está associada a livre circulação dos veículos de distribuição, o que até o momento não foi afetada com a greve”, esclarece.

Porém, a Solurb alerta que caso a informação do fornecedor não se confirme, a situação poderá ser alterada. “Esperamos que essa situação seja normalizada o quanto antes, uma vez que uma possível falta de coleta de lixo na capital acarretará grandes transtornos para a população campo-grandense”, reconhece.

Setores – Outros setores essenciais também poderão prejudicados devido a greve. A concessionária de energia elétrica Energisa, que opera na maior parte dos municípios de Mato Grosso do Sul, aponta que a paralisação dos caminhoneiros nas rodovias federais poderá afetar o serviço.

“A paralisação pode afetar diretamente a operação da empresa, principalmente o deslocamento das equipes para atendimento”, diz trecho da nota publicada pela empresa.

Procurada pela reportagem, a concessionária de água e esgoto Águas Guariroba, que opera em Campo Grande, informou que está funcionando normalmente. A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), que opera no interior do Estado, informou também que opera sem restrições.

Combustíveis - Em Campo Grande, pelo menos 91% dos postos já estão sem combustíveis. Ao todo são 135 estabelecimentos em operação. A informação é do Sinpetro-MS (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul).

O desabastecimento é reflexo da greve dos caminhoneiros, que desde segunda-feira (21) impede a saída de veículos das distribuidoras para a entrega de gasolina, etanol e óleo diesel.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions