A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

13/07/2014 15:48

Com um 1º tempo de mais chances da Argentina, decisão da Copa segue 0x0

Ludyney Moura

Um jogo firme, leal e sem superioridade, assim foi o primeiro tempo da decisão da Copa do Mundo, entre Alemanha e Argentina. Depois de um gol argentino em impedimento, corretamente anulado, e uma cabeçada alemã na trave aos 46 minutos de jogo, a partida segue 0x0.

O jogo começou com as duas equipes se estudando bastante. Com um esquema tático mais ofensivo, os alemães começaram a dominar as ações de ataque, mantiveram o jogo no campo de defesa da Argentina, e dominaram a posse de bola. Sem Di Maria, os argentinos apostavam no contra-ataques pelo lado direito, por onde caia Messi e Lavezzi.

Aos 19 minutos, um dos candidatos a melhor jogador da Copa, o alemão Toni Kroos, errou feio e cabeceou a bola para trás, deixando Gonzalo Higuain sozinho na frente de Neuer. O argentino pecou na finalização e, sem marcação, tocou para fora à direita do gol alemão.

Aos 29 a Argentina assustou novamente. Lavezzi cruzou da esquerda e encontrou Higuain, sozinho e à frente dos zagueiros para empurrar para as redes. O juiz, corretamente, anulou o que seria o primeiro da decisão. Um pouco depois, ao 39, foi a vez de Messi assustar a meta alemã. O camisa 10 em um rápido contra-ataque tocou na saída de Neuer, Boateng salvou.

A Alemanha só assustou com perigo aos 46 minutos. Depois da cobrança de escanteio de Toni Kroos, Höwedes ganhou no alto da zaga argentina e cabeçou na trave. No rebote, Muller tocou para o gol, Romero salvou, mas o árbitro já havia anotado impedimento.

O início da partida no Rio de Janeiro colocou o estádio do Maracanã no seleto hall de estádios com duas finais de Copa do Mundo. Apenas os estádios Azteca, na Cidade do México, e o estádio Olímpico de Berlim, Capital da Alemanha, tiveram esse privilégio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions