A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/03/2013 10:49

Conselho demite filha, mas mantém contrato com empresa de Siufi

Nadyenka Castro
Conselheiros conversaram com funcionários e imprensa nesta manhã. De azul, o novo diretor-presidente; ao lado dele a diretora-financeira e de camisa listrada, o diretor-geral. (Foto: Marcos Ermínio)Conselheiros conversaram com funcionários e imprensa nesta manhã. De azul, o novo diretor-presidente; ao lado dele a diretora-financeira e de camisa listrada, o diretor-geral. (Foto: Marcos Ermínio)
Betina, demitida hoje, negou irregularidades no contrato (Foto: Marcos Ermínio)Betina, demitida hoje, negou irregularidades no contrato (Foto: Marcos Ermínio)

Além de afastar a direção do Hospital do Câncer, o Conselho Curador demitiu a administradora Betina Siufi, filha do diretor-presidente, o médico Adalberto Abrão Siufi. Apesar disso, o oncologista e outros familiares dele continuam empregados na unidade de saúde e o contrato com a Neorad está mantido.

O afastamento da direção por 15 dias e a demissão de Betina foram decididos em reunião realizada nessa quarta-feira. As duas situações não impedem o funcionamento normal do hospital. Nesta manhã, os funcionários foram informados das novidades.

A nova direção, que é provisória, é formada pelos conselheiros: Carlos Alberto Moraes Coimbra- diretor-presidente, Jeferson Baggio Cavaltante- diretor-geral, e Sueli Nogueira Telles - diretora-financeira.

As novidades no Hospital do Câncer são resultados de situações verificadas pelo Conselho nos últimos três anos. O MPE (Ministério Público Estadual) investigou o caso e ingressou com Ação Civil Pública, onde pede à Justiça o afastamento definitivo da direção.

Dentre as situações verificadas estão: alto salário pago à administradora; superfaturamento de até 70% no repasse à clínica Neorad, que pertence a Adalberto Siufi; pagamento à clínica até por paciente morto e ainda mudança de nome da empresa para manutenção de contrato com o Hospital.

O novo diretor-presidente, Carlos Alberto Coimbra, explica que Adalberto Siufi continua trabalhando no hospital e familiares médicos dele também, porque não há irregularidade na prestação do serviço. O salário recebido por eles é na média dos demais e são profissionais capacitados e reconhecidos tecnicamente.

Adalberto Siufi já sabe do afastamento, mas, ainda não assinou o documento.

O contrato com a Neorad está mantido porque é a única terceirizada e o atendimento à população não pode ser suspenso. No Hospital do Câncer, a clínica faz atendimento ambulatorial, cirurgias e quimioterapia.

Novos médicos podem ser contratados, assim como será aberto processo de seleção para contratação para nova administração.

Carlos Alberto lembra ainda que a demissão de Betina já havia sido definida em reunião realizada no dia 28 de fevereiro. No entanto, a direção não havia cumprido a decisão do conselho. Agora, ela foi mandada embora sem aviso prévio.

De acordo com o empresário, o pagamento da tabela SUS mais 70% à Neorad, foi verificado pelo Conselho no ano passado, e, desde agosto, o superfaturamento foi suspenso. A partir de então, a clínica recebe apenas o valor definido pelo poder público. Cerca de 80% a 90% dos atendimentos no hospital são feitos pelo SUS.

Os três diretores afastados têm 15 dias para apresentar defesa. Depois desse prazo, o Conselho se reúne para analisar os documentos e decidir se o afastamento continua.

Neste período, os novos diretores vão reunir dados financeiros e administrativos do hospital. Segundo Carlos Alberto, o objetivo é dar transparência às contas da unidade de saúde.

Doações - Em 2011, a unidade hospitalar, administrada pela Fundação Carmen Prudente, recebeu R$ 2.355.531,64 em doações e patrocínios, conforme dados o Sicap (Sistema de Cadastro de Prestação de Contas).

O mesmo levantamento mostra que no período o SUS repassou R$ 15.493.148,82. Em sua maioria, as doações são captadas por meio de ligações telefônicas e os valores são recolhidos pessoalmente, que vão desde R$ 10 até onde pesar a boa vontade do doador. -

 

Georgina lamenta situação e diz que atendimento é muito bom. (Foto: Marcos Ermínio)Georgina lamenta situação e diz que atendimento é muito bom. (Foto: Marcos Ermínio)
Para Neuza, dinheiro de doações tiveram destino errado. (Foto: Marcos Ermínio)Para Neuza, dinheiro de doações tiveram destino errado. (Foto: Marcos Ermínio)

O novo diretor-presidente pede para os que doadores não parem com a ajuda. “A gente percebe que a população está descrente. Mas as doações não podem parar. Eu faço um apelo. O hospital presta serviço de qualidade”

Pacientes – “Fiquei chocada quando soube”, disse Georgina Sueli, 59 anos, paciente do hospital que recebeu alta nesta quinta-feira. “O atendimento sempre foi muito bom”.

Neuza Maria de Oliveira, 48 anos, foi acompanhar a mãe em um exame nesta manhã e soube da situação administrativa do hospital pela imprensa. Ela diz que fica indignada porque a unidade de saúde depende de doações para ajudar as pessoas que precisam de atendimento.“O que as pessoas doam de coração está sendo usado em benefício próprio”, declarou.

Investigação federal – A situação administrativa do Hospital do Câncer também é alvo de investigação do MPF (Ministério Público Federal).

Nessa terça-feira, a PF (Polícia Federal) realizou a operação Sangue Frio, que cumpriu mandados de busca e apreensão no Hospital do Câncer, Hospital Universitário, na Neorad e na casa de Adalberto Siufi.

Na residência do médico foram apreendidos R$ 100 mil e quatro armas de fogo. Ele foi preso pela posse das armas e solto após pagar R$ 30.510 em fiança.



Sra, Betina e equipe, faço-lhes uma pergunta; voce consegue dormir em paz? Ja parou pra pensar no que acontecerá com voces quando desencarnarem? Pensemmmmmmm!
 
Hermann Lima em 05/05/2013 22:04:13
Improbidade administrativa é crime, quem vier a ser culpado por essa mega fraude deverá ser punido nos rigores da lei. Se houver omissão por parte das autoridades, o que não haverá, mais e mais episódios como esse existirão. Já faz parte da cultura brasileira aceitar a corrupção, vamos abrir os olhos e lutar pela honestidade.
 
Paulo Rocha em 21/03/2013 18:21:57
É muito triste saber noticias como essas, enquanto a população paga os impostos caros, ganhamos um salário mínimo que mal dá para sobreviver, pessoas boas se dão a ambição do dinheiro fácil, querendo sempre mais e tirando do pobre que ajuda de coração um hospital tão importante como o Hospital do Câncer . É triste saber que nosso dinheiro ao invés de ajudar pessoas que realmente precisam, vão parar nos bolsos de pessoas que só querem enriquecer e ter mais e mais e se esconder por de trás de uma entidade tão séria como é esse hospital. ÓTIMO trabalho da POLÍCIA FEDERAL que muitos outros casos de corrupção seja investigado e que tenhamos um país com menos corrupção.
 
Mara Ramos em 21/03/2013 17:45:24
QUE PENA VER ISSO ACONTECER COM O OSPITAL DO CANCER POIS O DR ADALBERTO E UM EXCELENTE PROFISSIONAL AGRADEÇO A DEUS E ESTE MEDICO POR MEU PAI ESTAR VIVO JA PERDI 2 PESSOAS COM ESTA DOENÇA E E HORRIVEL SO QUEM PASSA E QUE SABE E ESPERO QUE TUDO SE RESOLVA E QUE O HOSPITAL DO CANCER SEJA UMA REFERENCIA P/ CAMPO GRANDE E ESTE MEDICOS LEMBRE SE QUE ANTES DO DINHEIRO E A VIDA E ESTA NAO TEM PREÇO .DR ADALBERTO , MUITAS VIDAS PRECISA DO SR ;;;;

 
alaide chagasde lima melo em 21/03/2013 17:06:17
E uma pena ver essa situação, enquanto médico Dr. Adalberto Siufi, e excelente.E mais triste e saber que foi ele que iniciou todo o processo para campo grande ter esse hospital.E um hospital de referencia no tratamento do câncer, ate eu ja fiz doações via telefone.pessoas da minha familia foi tratada por ele.E uma familia inteira dedicada a oncologia. Esperamos que tudo se resolva e o hospital não feche.
 
Fatima Aparecida Neves em 21/03/2013 12:17:11
Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso. Quanto vale uma vida?????
E quantas vidas esses profissionais salvaram??? Isso nao tem preço.....quanto gastamos com exército, marinha e aeronautica... o que eles produzem de bom???? Eu acredito muito, que médico simplesmente pelo fato de salvar vidas, em um pais rico como o nosso, nao deveria têr salario, e sim tudo o que precisar em bens materiais... tudo tem seu custo, esse hospital sempre atendeu muito bem... que se leve em conta isso..... agradeço a Deus por nunca precisar, mas sei de historias bacanas, e vitoriosas.... cuidado com quem salva vidas.... vale lembrar , pra mim nao tem preço..
 
DARLAN DE SOUZA em 21/03/2013 11:34:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions