ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Criança de quatro anos morre de catapora e choque séptico na Capital

Por Nyelder Rodrigues | 08/04/2016 22:37

Uma criança morreu em Campo Grande em decorrência de catapora. A vítima também sofreu choque séptico, sendo esse também o motivo do óbito.

A menina, de quatro anos, estava internada na Santa Casa e morreu às 10h10 de quinta-feira (8). De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o laudo necroscópico confirma morte por catapora.

Além disso, o exame aponta que a vítima sofreu choque séptico - que é uma infecção generalizada causada por bactérias, vírus ou qualquer outro agente que entre na corrente sanguínea e desencadeie uma inflamação sem controle no corpo - e que esse é um dos motivos do falecimento.

Doença e surtos - Em 2012 e 2013, tanto Campo Grande como o interior do Estado tiveram inúmeros surtos de catapora. No primeiro ano citado, foram 3.079 casos de catapora notificados na Capital. No ano seguinte, foram 1.235 casos registrados até outubro e 38 surtos no Estado no mesmo período.

Altamente contagiosa, a doença atinge, principalmente, as crianças. Os sintomas são febre, mal estar e as famosas pintas vermelhas espalhadas pelo corpo, que provocam coceira.

Em setembro de 2013, o Ministério da Saúde passou a fornecer a vacina contra a catapora na vacina tetraviral para crianças até 15 meses de idade, imunizando também contra o sarampo, caxumba e rubéola.