A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/04/2014 18:26

Delegado é denunciado à Justiça por ameaçar a ex-esposa

Bruno Chaves

O delegado de Polícia Civil Paulo Henrique Sá foi denunciado à Justiça por ameaça. O processo foi distribuído pela 2ª Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Campo Grande no último dia 18 de março.

A ação penal tem como autor o MPE (Ministério Público Estadual) e a vítima apontada no inquérito é a ex-esposa de Paulo Henrique, Camila Dei Ricardi Bitencourt.

Conforme o assessor de imprensa da Polícia Civil, delegado Venizelos Papacosta Filho, o caso envolvendo o delegado, que trabalhava em Nova Andradina, aconteceu em novembro de 2013.

“Foi feito procedimento legal e a Polícia Civil tomou todas as providências necessárias. O caso foi registrado como lesão corporal recíproca”, contou. Atualmente, Paulo Henrique está de licença médica e afastado do trabalho.

A investigação policial sobre o caso foi comandada pela delegada Marília de Brito, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Ela contou que a ocorrência foi efetuada e os procedimentos legais tomados.

“Foi pedido medidas protetivas e oferecida a casa abrigo”, explicou a delegada, emendando que os dois passaram por exames no IML (Instituo Médico Legal) que apontaram um possível crime de "vias de fato".

Conforme a delegada, o caso não possui testemunhas e cada um dos envolvidos tem uma versão diferente. Entretanto, o laudo médico apontou que ambos tinham marcas de apertões nos braços.

O inquérito policial foi concluído pela Deam e encaminhado ao MPE, que optou em denunciar Paulo por ameaça.

Na Polícia Civil, esse foi o primeiro caso de violência doméstica envolvendo o delegado e a ex-esposa Camila. Atualmente, os dois estão separados e Paulo Henrique afastado das atividades.

Informações extraoficiais apontam que existe um processo na Corregedoria da Polícia Civil para apurar a conduta de Paulo Henrique. No entanto, a assessoria de imprensa não confirma a ação.

A reportagem do Campo Grande News procurou Paulo Henrique, por telefone, mas não foi atendida até o fechamento desta matéria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions