A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/04/2012 14:00

Lentidão e falta de informação lideram queixas contra atendimento pelo SUS

Elverson Cardozo
Na UPA Vila Almeida, tempo médio para atendimento, segundo pacientes, pode chegar a 2 horas. (Foto: João Garrigó)Na UPA Vila Almeida, tempo médio para atendimento, segundo pacientes, pode chegar a 2 horas. (Foto: João Garrigó)

Demora e falta de informações são as duas principais reclamações de pacientes que recorrem ao SUS (Sistema Único de Saúde) para receber atendimento médico em Campo Grande.

Nesta terça-feira (17), a equipe de reportagem do Campo Grande News foi até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Vila Almeida para acompanhar de perto como estava o atendimento no local.

Conceição Pereira dos Santos, de 40 anos, estava na unidade a cerca de 2 horas. Levou a filha, uma adolescente de 16 anos, que torceu o pé. “Ela tomou dipirona para suportar a dor porque eu já sabia que iria demorar”, disse.

O problema, segundo Conceição, não é nem tanto o descaso. É o tempo em que se perde para receber atendimento. “A impaciência gera aquela guerra da gente ir lá e maltratar o funcionário”, relatou.

No posto desde as 11h, às 14h30, Daniele da Silva Matos, de 21 anos, esperava a sobrinha de 4 anos ser liberada. Conta que a menina só foi atendida porque “brigou”. “Ela estava passando mal”, afirmou.

Fora a demora, a estudante também critica o atendimento dos funcionários. “As pessoas são mal educadas”, declara.

De muletas, adolescente aguardava atendimento a cerca de 2 horas. (Foto: Elverson Cardozo)De muletas, adolescente aguardava atendimento a cerca de 2 horas. (Foto: Elverson Cardozo)

A dona de casa Rosalem dos Santos Silva, de 62 anos, considerada a situação uma “calamidade pública” e pede por mais médicos. “Você tem que sair umas 4h para conseguir uma vaga”, relata, acrescentando que estava no local desde às 9h.

Elias de Alencar, de 39 anos, partilha da mesma opinião e reclamava do atendimento lento. Já do lado de fora, o diagramador Altidor Garcia, de 40 anos, estava irritado com a falta de informação.

No período da manhã levou a filha de 14 anos à unidade. Só conseguiu sair às 14h15. “Eles falam que vai trocar plantão”, reclama.

Classificação de risco - A assessoria de imprensa da prefeitura informou que as unidades de pronto atendimento trabalham com classificação de risco. O vermelho e amarelo são os casos de emergências e são atendidos prioritariamente.

O que demora, de 2 a 3 horas, por exemplo, são os casos enquadrados na classificação azul, fora da zona de risco.

A recomendação do órgão é que os pacientes que não necessitem de atendimento prioritário agendem consultas. Uma fora de evitar a demora no atendimento.

Capacidade - Com capacidade para 1 mil pessoas diariamente, a UPA Vila Almeida está localizada na avenida Ministro José Linhares, esquina com a Yokoama.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


Falta de respeito com quem vai la tambem. Nao sao todos os funcionarios, mas como tem descaso la com os mais necessitados. É triste de ver. E o pior que os médicos nem ficam sabendo pq é no atendimento de frente.
 
Jean Luiz em 20/04/2012 11:14:16
"Falando com um médico...que prefiro não citar nome....Nem olhou pra mim, muito menos me examinou...." A Jaqueline Santos disse tudo... eu quando fui la tb fui atendida por esse "incompetente" q tb nao me examinou e nem olhou na minha cara, e ate hj, depois de 1 mes, nao sarei direito dessa merda dessa gripe.. to ate hj com dor no corpo.
 
Priscila Barcelos em 20/04/2012 10:48:13
Resumindo, fiquei 4 horas pra ser atendida, e muito mal ainda por cima. Mta gente muito mal la esperando o medico chegar, q acabou atrasando 2 horas. Estava lotado!! Sem médico! Um absurdo!! Mas nem é novidade. O SUS é o melhor sistema d saude do mundo no "papel", mas na prática não é eficiente por causa dos desvios de dinheiro e corrupção. E quem sofre as consequencias? O Povo... pra variar.
 
Priscila Barcelos em 20/04/2012 10:40:21
Falta de atendimento principalmente por parte dos médicos.... Estava passando.....Falando com um médico...que prefiro não citar nome....Nem olhou pra mim, muito menos me examinou....Logo foi me passando remédio sem ao menos pergunta direito oque estava sentindo..... Voltei pra casa com dor...e esou me curando com remédios caseiros... Isso é um absurdo.... Incopetencia!!!!!!!!!
 
Jaqueline Santos em 20/04/2012 09:06:15
Outro ponto importante: as pessoas deveriam ter consciência na hora de buscar os serviços públicos. Há pessoas carentes de atenção que não saem dos postos durante o dia, ou com um simples resfriado, que ficam atopetando os serviços de saúde. Alguns causando um máximo estresse. Esses prejudicam os urgentes.Deve-se ter critério.
O serviço é público, é de todos, deve ser utilizado com consciência.
 
Madalena Sortioli em 20/04/2012 08:11:51
Há funcionários que demoram a amolecer depois que você os cumprimenta e os trata educadamente. Alguns não creem. Mas isso sempre funcionou comigo, com meu esposo. As vezes demora um tempo, para o trabalhador ver que você não irá o agredir e então tudo flui melhor. Surge a boa vontade. Estão encouraçados e não lhes tiro a razão.
Me desculpem, mas a falta de educação popular é um caso sério.
 
Madalena Sortioli em 20/04/2012 08:10:01
Tem que ver dois lados: muitas pessoas chegam aos coices com os funcionários nas unidades e ao menos cumprimentam. Da mesma forma de gentileza gera gentileza, grosseria gera o mesmo.
O outro lado: há mesmo funcionários já endurecidos pela grosseria popular e frustração funcional, e descontam tudo nos atendidos. Para esses, uma boa reciclagem é a solução.
Os dois lados de uma moeda problemática.
 
Madalena Sortioli em 20/04/2012 08:08:32
Gente!!! Vocês vão até uma UPA que tem o atendimento preferencial á urgência, e querem atendimento imediato. Poxa!!!!!! Por mais que a gestão trabalhe por melhoras, a população nunca está satisfeita, e não ve que o problema de saúde é nacional. Ás vezes um puco de informação vai bem, gostaria de ver essa população em outra estado para sentir a diferença...
 
Eder Gabriel de Sales em 20/04/2012 06:34:13
HOJE EM DIA COM O CAUS DA SAÚDE,ATÉ VC PAGANDO UMA CONSULTA PARTICULAR,VC TEM QUE ESPERAR,O QUE OCORRE E QUE O MEU PROBLEMA E SEMPRE MAIOR DO QUE O DO OUTRO.PENSO ASSIM COMO PODEM OS FUNCIONARIOS TRABALHAREM 24 HORAS SÓ COM A DOENÇA DO PROXIMO.NÃO CONCORDO COM A SANDRA OLIVEIRA QUE DIZ QUE A CULPA NÃO E DO PREFEITO E SIM MINHA SENHORA A CULPA A DO GESTOR,POIS NA MÃO DELE ESTA A CANETA. P CONTRATAR
 
CELIO SILVA em 19/04/2012 10:00:41

Vergonha mudou a estrutura mas não o principal, que é a qualidade do serviço prestado!!
 
Pettherson Yukio em 19/04/2012 09:17:58
ola eu tambem ja fiquei horas esperando atendimento no posto do guanandi,quando resolvi falar com a enfermeira chefe ela me respondeu que pessoas sabias nao vão ao posto durante o dia.e me disse q eu diveria buscar o posto proximo de minha casa mas eu fiz isso so q.. ela não deixou eu terminar de falar.eu estava mau cheguei no posto as 7horas e ja eram 14horas tenho medo de ter q ir la denovo..
 
adriana aparecida em 19/04/2012 09:02:32
Gente não é bem assim. Na unidade do Vila Almeida eu já levei minha tia e não tive problema ... É claro q quantu mais pessoas maior a dificuldade em qualquer atendimento, seja saúde seja num banco seja numa escola...

 
Rodolfo Abreu em 19/04/2012 07:11:34
Gente vms parar de ser negativos isto aqui e um paraíso .
Morei no RJ oito anos !!!!! Aquilo sim e maos tratos do poder publico , campo grande parece até posto de saúde particular.
Já fui atentido eu e meus filhos , o que e bom tem que falar , por isso tomei a iniciativa de fazer este texto . Que DEUS abençoes a todos.
 
Rodrigo Alves em 19/04/2012 06:51:15
Sempre esta unidade do Vila Almeida foi assim, funcionários mal treinados, sem pró-atividade, olhando para nós como se fossemos bicho, se um cidadão está ali é porque realmente precisa. Minha mãe esses tempos passou mal e levei-a nesta UPA, pressão 20 por 14, pedi desesperado ajuda, a menina olhou pra min e falou, que não podia fazer nada á que era troca de plantão, tivemos que esperar, fazer o q?
 
Bruno Freire em 19/04/2012 04:48:00
no coronel antonino e mesma coisa outro dia. uma senhora diabetica fizerao pouco caso nao atenderao ela desmaiou eu a levei em uma farmacia. eu ja vi as enfermeira em hora de trabalho olhando catalago da natura e nem ai pros paciente!
nao e culpa do prefeito e do administrador do posto medicos tem eles que fazem corpo mole pra trabalhar !
 
sandra oliveira em 19/04/2012 03:31:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions