ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Depois de fumaça, cheiro de comida estragada é reclamação no entorno do Atacadão

Moradores relatam que funcionários passaram a noite mexendo em entulhos e odor se espalhou pela vizinhança

Por Aletheya Alves | 27/09/2020 15:59
Atacadão instalou tapumos e faixa com aviso de "nos encontraremos em breve". (Foto: Marcos Maluf)
Atacadão instalou tapumos e faixa com aviso de "nos encontraremos em breve". (Foto: Marcos Maluf)

Acordar neste domingo teve um cheiro diferente para quem mora nos entornos do Atacadão da Avenida Duque de Caxias. Vizinhos contam que funcionários passaram a noite mexendo em entulhos com maquinários, fazendo com que odor de comida estragada se espalhasse pelas casas.

Sem conseguir se manter em casa, Valter Jeronymo, de 51 anos, reclama que moscas varejeiras apareceram em conjunto com o cheiro forte. “Acordei assim, com cheiro de carniça e inseto porque moro atrás do mercado. Está tão insuportável que precisamos sair daqui, tentamos de tudo para melhorar e não adianta”, explica.

Funcionários trabalhando na estrutura do Atacadão durante a manhã deste domingo. (Foto: Marcos Maluf)
Funcionários trabalhando na estrutura do Atacadão durante a manhã deste domingo. (Foto: Marcos Maluf)

Dividindo muro com a área do Atacadão, Luiz Nazareno Teixeira, de 71, relata que o cheiro já apareceu há alguns dias, mas se intensificou neste domingo devido ao vento. “Hoje está pior porque o vento vai trazendo para cá o que tem lá dentro. O difícil é aguentar carniça”.

Pensando na pandemia, Luiz conta que ele e a esposa resolveram permanecer em casa por medo de quebrar o isolamento. “A gente tá aqui em casa desde que tudo isso começou, ficamos com medo porque minha esposa tem comorbidades. Agora está complicado porque é barulho, mosca e fedor”.

Sem se identificar, outro morador diz que um guindaste tem trabalhado desde cedo retirando placas.

“Eles estão conseguindo mexer nas partes que estavam as comidas, agora o cheiro vai continuar até fazer a limpeza completa. É um ciclo até finalmente a construção ficar pronta e acabar com todas as situações”, diz.

O Campo Grande News solicitou nota retorno para a assessoria do Atacadão sobre a reclamação, mas até o momento não houve retorno.

Incêndio - Os trabalhos de combate e rescaldo duraram 96 horas, começando por volta das 17h do dia 13 e finalizando no dia 18 deste mês. Tomando conta de toda a loja e área de descarga, o fogo foi combatido com mais de 900 mil litros de água.

Inaugurada em 2012, a unidade de 6 mil metros quadrados recebeu investimento de R$ 34 milhões para a construção. Até agora não foi informado o prejuízo e quantas toneladas de produtos foram perdidos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário