ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Loja destruída pelo fogo agora tem tapumes por medida de segurança

Produtos que o fogo não devorou estão sendo colocados em contêineres para descarte

Por Liniker Ribeiro e Marta Ferreira | 17/09/2020 17:28
Tapumes sendo instalados em pátio do estacionamento do Atacadão, onde diversas frentes de obras acontecem, desde o incêndio, no domingo (Foto: Silas Lima)
Tapumes sendo instalados em pátio do estacionamento do Atacadão, onde diversas frentes de obras acontecem, desde o incêndio, no domingo (Foto: Silas Lima)

Quatro dias após incêndio destruir loja do Atacadão, na Avenida Duque de Caxias, em Campo Grande, os trabalhos no local continuam em diferentes frentes. Enquanto de um lado produtos que foram queimados são retirados, do outro, tapumes são instalados como medida de segurança, principalmente por ainda haver riscos da estrutura desabar.

Conforme informou o atacadista, por meio de assessoria de imprensa, apesar de não haver mais bens de valor, a segurança do local foi reforçada. “O objetivo é zelar pela segurança de todos que frequentam o local, especialmente, neste momento que a estrutura está em perícia”.

Segundo apurado pela reportagem, toda a mercadoria que resistiu aos incêndio deve ser descartada de forma sustentável, sem prejudicar o meio ambiente. Duas empresas foram contratadas para fazer a limpeza do local e o lixo deve ser retirado em containers.

Até o momento, conforme o mercado, não é possível estimar a quantidade de itens perdidos.

Peritos também estão no local e fazem levantamentos da área conforme liberação do Corpo de Bombeiros. O fogo, que começou no domingo (13), por volta das 17h, tomou conta da loja e também da área de descarga.

Mais de 900 mil litros de água foram utilizados no combate ao incêndio, desde domingo. No local.

Em área que ants funcionava como descarga, homens trabalham, com ajuda de maquinários, para retirar itens queimados (Foto: Silas Lima)
Em área que ants funcionava como descarga, homens trabalham, com ajuda de maquinários, para retirar itens queimados (Foto: Silas Lima)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário