A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/03/2015 18:04

Em menos de uma semana, ladrões entram em 4 casas no Guanandi II

Alan Diógenes
Rua deserta e cheia de terrenos baldios virou alvo de ladrões. (Foto: Marcelo Calazans)Rua deserta e cheia de terrenos baldios virou alvo de ladrões. (Foto: Marcelo Calazans)

Em menos de uma semana, quatro casas foram arrombadas e furtadas na Rua Betim, localizada no bairro Guanandi II. Os crimes têm preocupado os moradores que reclamam do aumento da violência aliado à falta de policiamento na região.

Um dos moradores que teve a casa furtada e foi quem mais levou prejuízo, conta como tudo aconteceu.

O comerciante Jorge Rodrigues, 43 anos, conta que nem mesmo a cerca elétrica nos muros da casa foram suficientes para evitar que os ladrões levassem televisores, eletrodomésticos e roupas.

“O alarme estava desativado e a cerca elétrica ligada não adiantou, por que hoje em dia os bandidos são civilizados, entram pelo portão mesmo. Cheguei a seguir os ladrões, mas acabei os perdendo de vista. Se eu os encontrasse minha vontade era de jogar o carro em cima deles. Fui na polícia registrar um boletim de ocorrência, passei o numero da placa da motocicleta, mas até agora nada”, explicou Jorge.

Outra família, moradora da mesma rua, passou por situação semelhante. Sem querer ser identificada, a dona de casa disse que o marido tinha saído de casa de manhã, quando ela escutou o barulho de alguém mexendo na porta.

“Isso aconteceu duas vezes já por que aqui em casa não tem muro. Quando eu cheguei na sala vi eles mexendo no trinco, dei um grito e eles saíram correndo”, comentou a moradora.

O filho dela, que também pediu para não ser identificado, conseguir ver o veículo usado em uma das ocasiões, um Chevrolet Celta, de cor prata. “Anotei a placa e sempre quando passo na frente da Unidade de Saúde da Família Nova Esperança, na Rua Anhumas, vejo esse carro por lá e o pessoal aglomerado”, apontou.

A repositora Cristiane Pereira Bezerra, 27, disse que os ladrões sempre estão conduzindo veículos ou motocicletas. "Quando a casa da minha vizinha foi roubada vi três rapazes. Eles são bem vestidos e não tem cara de ladrões", destacou.

Já a cozinheira Luciana Pereira Bezerra, 29, falou que a falta de iluminação e a quantidade de terrenos baldios na rua têm contribuído para os crimes. "Eles aproveitam a escuridão para vir e se esconder nesses matagais que tem por aí. Essa rua não é muito movimentada, por isso que eles agem, por que ninguém vai ver", finalizou.

O comandante da Polícia Militar, Deusdete Souza de Oliveira Filho, informou que uma força tarefa esta sendo realizada para retirar os criminosos de circulação. Um levantamento sobre os inquéritos está sendo feito e mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na região do Guanandi II para tirar prende alguns indivíduos. O comandante afirmou ainda que mais 122 policiais vão ser contratados para atuar em Campo Grande. 

 

Duas motos são furtadas em menos de 1h próximo a shopping da Capital
Ao menos duas motocicletas foram furtadas em menos de 1h na tarde deste sábado (27) próximo ao shopping Norte-Sul, no bairro Jockey Clube, em Campo G...
Polícia recupera 250 cabeças de gado furtadas por quadrilha no norte do Estado
A operação "Carro de Boi" desarticulou a quadrilha que roubou gado na região norte de Mato Grosso do Sul. A ação foi realizada pela Polícia Civil das...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions