A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/01/2012 09:18

Em videoconferência, Nem se cala sobre acusações de tráfico

Aline dos Santos

Líder da Rocinha foi transferido para Campo Grande em novembro do ano passado

Nem foi transferido no dia 19 de novembro para Campo Grande. (Foto: João Garrigó)Nem foi transferido no dia 19 de novembro para Campo Grande. (Foto: João Garrigó)

Preso no presídio federal de Campo Grande, o traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, falou por apenas oito minutos na videoconferência, realizada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. No restante, permaneceu calado.

De acordo com a Folha Online, ele negou conhecer os réus do processo, negou a acusação e depois se manteve em silêncio por orientação da defesa. Nem, que chefiava o tráfico na favela da Rocinha, é acusado de tráfico.

A Justiça também ouviu Elênio dos Santos, conhecido Rasta ou Rastafari, réu no processo junto a Nem. Amaro Pereira da Silva, o Neto, e Fábio Barros de Oliveira, conhecido como Feijão, também foram arrolados, mas estão foragidos.

O interrogatório estava marcado para o dia 16 de dezembro do ano passado, mas foi adiado porque Nem não estava acompanhado de um defensor público.

Ele foi encontrado na madrugada do dia 10 de novembro, no porta-malas de um carro, quando tentava fugir. Nem está em Campo Grande desde o dia 19 de novembro.



É incrível essa nossa inJustiça. O cara foi preso, ja investigado e reconhecido como traficante, e ainda é tratado como acusado de ser traficante??? Quanta hipocrisia.
 
Marcelo Max em 17/01/2012 11:27:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions