A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/03/2014 15:04

Empresas dão ultimato a Bernal e 3 mil alunos podem ficar sem transporte

Edivaldo Bitencourt e Kleber Clajus
Prefeito da Capital não consegue resolver os problemas na educação e crianças podem ficar sem aulas na zona rural (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Prefeito da Capital não consegue resolver os problemas na educação e crianças podem ficar sem aulas na zona rural (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

As empresas decidiram dar um ultimato ao prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e ameaçam suspender, a partir de segunda-feira (10), o transporte de aproximadamente 3 mil estudantes da zona rural. Eles estão trabalhando sem contrato e sem receber desde o início das aulas, no dia 5 de fevereiro deste ano.

A carta com o aviso foi protocolada na Secretaria Municipal de Educação. Os proprietários de ônibus e vans escolares ameaçavam suspender o serviço desde hoje, mas assessores do secretário municipal de Educação, José Chadid, convenceram apresentar uma solução até amanhã.

Então, as empresas decidiram protocolar um outro documento avisando que suspendem o serviço a partir de segunda-feira. Eles querem a renovação dos contratos por um ano e reajuste de 25% no valor. O aumento é para compensar o reajuste nos salários dos funcionários, de combustíveis e nos gastos com manutenção dos veículos.

Segundo o vereador Edil Albuquerque (PMDB), cerca de 3 mil estudantes da rede municipal podem ficar sem aulas com a paralisação do serviço pelas empresas.

Este não é o primeiro problema nas escolas públicas municipais. Até hoje, o prefeito Alcides Bernal não entregou os kits escolares, que vão custar R$ 2,2 milhões e serão fornecidos pela empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais, de Curitiba (PR). No ano passado, os kits só foram entregues no final do primeiro semestre letivo.

Bernal ainda nem licitou a compra dos uniformes escolares. A Prefeitura promete utilizar a licitação de um outro município, que pode ser até de outro Estado, para agilizar a compra, mas ainda não há nem prazo para a entrega do vestuário.

O transporte escolar correu o risco de ser suspenso antes do início das aulas. Na semana de véspera do início do ano letivo, a Secretaria de Educação convocou os prestadores de serviço e fez um apelo pela retomada do serviço, que foi feito sem a assinatura de contrato.

Como não houve nada formalizado, os empresários, que estão investindo do próprio bolso em combustíveis, salários dos funcionários e manutenção dos veículos.

Na carta enviada à Semed, os donos das vans e ônibus reclamam que desde o início do mês passado tentam uma solução, mas não foram nem recebidos por Chadid.

A Prefeitura da Capital foi procurada para falar sobre o risco de paralisação. No entanto, a assessoria de imprensa informou que não há nada oficial sobre o assunto.



mas agora que fez um mês trabalhado ... fala serio nee
 
antonio gonçalves da silva em 07/03/2014 09:35:42
Repito: Voto de protesto = voto irresponsável.
 
Ronaldo Castor em 07/03/2014 07:52:02
Mais uma vez, parabéns aos eleitores do prefeito. Alunos sem transportes, sem os kits escolares e sem uniformes.
 
Juliana Cabrera em 06/03/2014 23:17:33
É impossível que não haja ninguem que possa colocar o prefeito no lugar dele, tantos prefeitos foram caçados por compra de voto e outros tipos de irregularidades que ao meu ver são menos piores do que falta de capacidade para administrar, a cidade está afundando, as crianças estão correndo o risco de ficar sem estudar, sem material; as empresas que prestam serviço à prefeitura estão quebrando por falta de pagamento, enfim, é o caos do caos, e não tem Ministério Publico, Tribunal de Justiça, enfim, não tem ninguem que pode fazer alguma coisa pra parar o louco do prefeito, isso é de uma revolta sem igual, será que o governo federal pode fazer alguma coisa? Por que por aqui pelo visto ninguem pode, ou eles estão comprados pelo Bernal, ou não existe competencia em nenhuma esfera em nosso estad
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 06/03/2014 17:06:25
O slogan do Bernal "As pessoas em primeiro lugar", muito bem os alunos são pessoas embora a maioria deles ainda não vota, já estamos quase no meio do mes de março e até agora não foram entregues os kits de uniforme dos alunos, agora os estudantes da zona rural correm o risco de ficar sem transportes, que administração é essa que não foi capaz nem de licitar estes itens tão importantes, tem hora que acho que os vereadores pegam muito no pé do prefeito mais ao mesmo tempo tenho que adimitir que o proprio prefeito da motivos de sobra para isso, pessoalmente acho que não explicação para a não licitação e compra dos kits escolares, o que houve foi incompetencia, irresponsabilidade e desleixo do prefeito e da sua equipe sobre este assunto.
 
juvenil marques do vale em 06/03/2014 16:23:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions