A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

20/02/2011 11:31

Família de jovem morto escapa de atentado no bairro Guanandi

Fabiano Arruda e Aline Queiroz

Carro das vítimas foi atingido por vários disparos

Autor dos disparos estava numa motocicleta. (Foto: Fernando Dias)Autor dos disparos estava numa motocicleta. (Foto: Fernando Dias)

A família de Alexandro Tavares Ferreira, 24 anos, morto a tiros, às 5h32 de hoje, foi alvo de atentado há cerca de 40 minutos na Rua Esmerada FC Costa, próxima a Ernesto Geisel, no bairro Guanandi, em Campo Grande.

A irmã e a mãe da vítima estavam num palio, de placas HBU-3555, de Uberaba (MG), e seguiam na rua em direção à avenida Norte Sul, quando foram abordadas por uma rapaz identificado como Paulo, acusado pelo assassinato de Alexandro.

A rapaz, que mora na Ernesto Geisel, pilotava uma moto, de placas HSO-6240. Ele teria subido na calçada para ir de encontro ao veículo, que descia em direção à avenida.

Paulo efetuou disparos contra o carro, que tem vários sinais de perfurações. Três dos tiros são bem visíveis. Um atingiu a parte da frente, perto da roda, do lado do motorista, e os outros dois acertaram o vidro traseiro.

Quem conduzia o veículo era a irmã de Alexandro. A mãe, Lenir, ainda muito abalada, relata que, como defesa, a filha atropelou o autor, que caiu da moto e, mesmo assim, levantou e continuou correndo e efetuou mais disparos na rua.

Com o choque, a motocicleta entrou debaixo do Palio. Paulo está foragido.

Outro lado - A mãe de Paulo, Rosilene Alves de Souza da Silva, de 40 anos, afirma que seu filho não tem envolvimento na morte de Alexandro.

Ela relata que Paulo jantou e dormiu em casa na noite de ontem. Rosilene garante ainda que levantou, às 3 horas, para checar se a moto do rapaz estava em casa e confirmou que o veículo estava lá.

“Nem sabem se é meu filho e vão atropelando”, queixou-se. Contudo, ela não sabe explicar os disparos contra o carro das vítimas.

Rosilene também revelou que Paulo e Alexandro tinham uma rixa. Na versão dela, a vítima “mexia” com a mulher a irmã de Paulo.

Crime - Assassinado hoje, Alexandro Tavares Ferreira, 24 anos, já havia recebido ameaças, segundo apurou a Polícia Civil.

Ele estava de moto com um amigo, no Bairro Amambai, em Campo Grande, quando foi surpreendido por três homens que estavam num Gol na cor roxa. Eles interceptaram a moto e começaram a atirar.

Alexandro foi atingido por três disparos e morreu no cruzamento da Rua Engenheiro Roberto Mange e Avenida Salgado Filho.

Já o amigo que estava na garupa da moto, João Rafael Marques da Silva Ferreira, 20 anos, não foi ferido no atentado.

Para a Polícia, os dois eram alvo dos autores.

João Rafael tem passagem por homicídio, conforme investigação preliminar feita pela Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga.

Um amigo dos jovens seguia em outra moto, mas parou em uma casa noturna no caminho.

A testemunha não apontou suspeitos para o crime. O amigo dos jovens já sofreu tentativa de homicídio há dois anos.

Jovem assassinado hoje já havia sofrido ameaças
Ele estava com amigo de moto quando foi baleadoAssassinado hoje, Alexandro Tavares Ferreira, 24 anos, já havia recebido ameaças, segundo apurou a Po...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Eu o conhecia o Alexandro era sim menino de família e trabalhador fomos colegas de trabalho há um mês mas porém ele afrontavam muito as mulheres com pirraças xingamentos, em dezembro de 2010 estavamos trabalhando e ele levou uma surra dentro da loja do esposo de uma funcionária por ter ameaçado e xingado uma colega o alexandro gostava de bater e xingar somente as mulheres homem ele não enfrentava,mas era um menino trabalhador mesmo,inclusive ele foi até demitido por isso,só que esse Paulo é sim um bandido pq se não fosse não teria coragem para disparar contra a sua família independente se foi ele quem matou o alexandro ou não mas qual o motivo da ira do mesmo dia afrontar a irmã dele e a mãe e se fosse com a mãe dele será que ele ia revidar ou não??o menino não merecia morrer assim e sim uma surra bem dada para mudar com as pessoas mas não assassinato ele tinha muitos planos para o futuro só que era de personalidade forte e nem por isso deixou de ser um bom garoto,autoridades decretam a prisão desse BANDIDO essa família vai morrer e depois que vc vão apurar o caso????aí gente não adianta mais, o cara foge do flagrante e aí fica por isso mesmo????depois que foi para o cemitério já eraaaa,essa família são de boa conduta...FAÇAM ALGO PARA EVITAR MAIS UM...
 
DANIELLA SAMPAIO DUTRA em 24/02/2011 09:13:34
numca se esqueça a verdade sempre vemm atona ... umm meninoo trabalhador e sonhador naoo seriaa umm traficantizinhooo e simm uma passoua digna .....
 
joice brandao em 23/02/2011 11:11:25
se ele fosse tao inossentee nao teria atentado contra a familia da vitima ...
 
joana moura em 23/02/2011 11:01:33
bom ele era umm menino trabalhador e sonhador ai vemm unn qualqer que se acha deuss e tira a vida dele mas a aunica coisa que quero acreditar e que a justiça sera feita por ele e por sua familia ... vcss achamm qe um menino que tenha uma familia e uma filha linda para criar iria ser essas barbaridades qe estaoo dizendo sobre eleee ... mas o culpado ira pagarr por esse crimee ....
 
josiane sanches em 23/02/2011 10:49:03
Ao senhor Joel e ao Senhor Eder nem venho pra devender nem pra condenar nimguém.Não vou negar qe a dois anos atras meu irmão tentou sim matar o alexandro mas porq ele mexia comigo e com minha cunhada falava palavrões muitas vezes ate ofençar por nós numca responder mas nesse sabado eu digo e afirmo meu irmão nem saiu de casa até pelo contrario ele dormiu cedo 10 e pouco qe foi a hra qe cheguei da minha tia essa briga deles foi a 2 anos atras agora que o filho dela é morto a culpa cai nele o filho dela não era santo não era sim o traficantizinho,ela tento contra vida do meu irmão.
 
Ana Priscila em 22/02/2011 04:24:38
E essa mãe? "Nem sabem se foi ele e já vem atropelando?"

Mesmo se ele não fosse o culpado de assassinato, como essa "excelente" mãe acha ruim o filho ter sido atropelado depois de disparar contra um carro com duas mulheres?

Sorte do cara, eu teria passado por cima várias vezes.
 
Eder Lima em 21/02/2011 08:06:29
De onde esses malandros conseguem tantas armas fácil assim?
 
Sandro Lima em 21/02/2011 07:33:23
Onde esta a policia? Porque ele não foi preso? Quando a policia quer eles encontram, é questão de empenho, salarios de policiais e chefia da Segurança publica, não são apenas quinhentos e quarenta reais, são muito bem pago e, não conseguem mostrar o serviço que leva o titulo.
 
Sandra Angelo Silva em 21/02/2011 01:32:45
isso e brincadeira o vagabundo tira a vida de uma pessoa, fica a solta e vem aterrorizar a familia que esta sofrendo, tem que da um jeito manda esse vagabundo vir fazer isso aqui em Ponta Porã pra ele vêr o que acontece com ele.
 
joel lara em 20/02/2011 06:18:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions