A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/04/2016 08:21

Fiscais citados em processo de improbidade continuam trabalhando

Paulo Yafusso
Segundo o processo na Justiça, foram detectadas irregularidades no serviço de tapa buraco (Foto: Fernando Antunes)Segundo o processo na Justiça, foram detectadas irregularidades no serviço de tapa buraco (Foto: Fernando Antunes)

A Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) aguarda uma orientação da Procuradoria Jurídica da Prefeitura, para decidir os procedimentos a serem adotados com relação aos servidores citados em processo de improbidade administrativa, que resultou em bloqueio de bens e contas bancárias de 21 pessoas. A justiça também proibiu os denunciados de transferirem veículos registrados em seus nomes.

A decisão do juiz a 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos Marcelo Ivo de Oliveira, do último dia 16, atinge 4 servidores municipais, sendo três fiscais da Seintrha – Sylvio Darlison Cesco, Elias Lino da Silva e João Maria Parron. O quarto é Bertholdo Figueiró Filho, que na época dos fatos apurados era da Comissão de Licitação da Prefeitura.

O titular da Seintrha, Amilton Cândido de Oliveira, afirmou que todos são concursados e fazem parte do quadro de servidores há mais de 20 anos. Por isso, para não cometer arbitrariedade e nem injustiças, antes mesmo de adotar alguma medida solicitou à Procuradoria Jurídica uma análise do caso.

Todos são fiscais da Secretaria. “Eles não foram condenados ainda e são servidores concursados, então temos que tomar todo o cuidado de não cometer nenhuma arbitrariedade ou injustiça ou mesmo fazer um prejulgamento”, afirmou Oliveira. Ele explicou que Sylvio Ceso se aposentou. O secretário disse que se houve alguma determinação da Justiça, ela será cumprida imediatamente.

Sobre o engenheiro civil João Dimas Martins Gomes, que também é citado em outro processo, sobre lavagem de dinheiro ou ocultação de bens, direitos ou valores, Amilton de Oliveira afirmou que ele também não foi condenado por isso continua trabalhando normalmente. No último dia 30 João Dimas havia sido nomeado diretor do Departamento de Manutenção de Vias e Áreas Públicas, mas no Diário Oficial desta sexta-feira o prefeito Alcides Bernal revogou o ato e o engenheiro agora tem o cargo de assessor.

O secretário Amilton de Oliveira disse que foi apenas uma adequação, já que pelo conhecimento que João Dimas tem, decidiu-se que seria melhor aproveitá-lo como seu assessor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions