A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

01/11/2017 15:41

Fiscal fica "presa" em prédio de luxo que tinha vigia sem carteira assinada

Polícia Federal precisou dar apoio a agentes para que fiscalização fosse concluída

Guilherme Henri e Anahi Zurutuza
Viatura da Polícia Federal em frente a condomínio localizado no bairro Santa Fé na Capital (Foto: Guilherme Henri)Viatura da Polícia Federal em frente a condomínio localizado no bairro Santa Fé na Capital (Foto: Guilherme Henri)

O condomínio Edifício Tower San Rafael, localizado na rua Zezé Flores, no bairro Santa Fé, região nobre da Capital, mantinha um porteiro sem carteira assinada. A sindica do prédio ainda teria impedido a saída de uma fiscal do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) de MS na fiscalização realizada ontem (31).

Conforme o chefe da Seção de Inspeção do Trabalho, o auditor-fiscal Kleber Pereira de Araújo e Silva, a ação ocorreu depois do MPE receber denúncia de irregularidades trabalhistas no condomínio.

“A fiscalização foi interrompida pela sindica, que manteve a agente em situação de cárcere privado por pelo menos meia hora, pois impediu a saída dela do condomínio”, detalha o auditor.

Fiscalização contou com apoio da Polícia Federal (Foto: Guilherme Henri)Fiscalização contou com apoio da Polícia Federal (Foto: Guilherme Henri)

Devido a interrupção, foi solicitado o apoio da Polícia Federal, que acompanhou os fiscais no início da tarde desta quarta-feira (1º) para assegurar a entrada e integridade dos agentes.

“O porteiro do local estava trabalhando sem documentação e registro. Notificamos a sindica a regularizar a situação até o dia 14, mas caso o prazo seja descumprido a multa pode chegar a R$ 15 mil”, destaca.

Questionado, o auditor explica que o embaraço na fiscalização será relatado a PF por meio de ofício e os policiais devem investigar a situação. “Hoje a sindica alegou que agiu dessa maneira, pois a agente a teria ofendido. Essa situação também será apurada pela polícia, no entanto, ela [sindica] afirmou que faria uma reclamação formal sobre a fiscal no MPE”, conta.

Condomínio – O Campo Grande News entrou em contato com a sindica do condomínio, porém ela preferiu não se manifestar sobre o caso, limitando-se apenas em dizer que iria procurar orientação jurídica antes de se pronunciar.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions