ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Foragido por tentar matar ex-mulher a tiros é preso oito meses após o crime

Fairison de Souza Gauna estava foragido desde o dia 24 de setembro de 2023 e foi capturado na noite passada

Por Bruna Marques e Antonio Bispo | 23/05/2024 07:31
Fairison tem diversas passagens pela polícia e estava sendo procurado (Foto: Divulgação/PCMS)
Fairison tem diversas passagens pela polícia e estava sendo procurado (Foto: Divulgação/PCMS)

Fairison de Souza Gauna, 26 anos, suspeito de tentar matar a ex-mulher no dia 24 de setembro de 2023, foi preso na noite desta quarta-feira (22), na Favela do Quadrado, na Vila Marli, em Campo Grande. O rapaz estava foragido desde a época do crime e contra ele havia mandado de prisão em aberto.

De acordo com o boletim de ocorrência, ontem por volta das 23h30, policias militares fiscalizavam a pé a favela, momento em que viram Fairison andando pelo local. Quando o suspeito percebeu a presença da equipe correu.

Os policias foram atrás de Fairison e ordenaram que ele parasse, a ordem foi ignorada e ele continuaram perseguindo o rapaz. Durante a fuga, o suspeito pulou diversas cercas de arrame farpado das casas.

Fairison caiu e foi capturado cerca de 300 metros de onde começou a abordagem. Com ele a equipe não encontrou nada ilícito, mas ao checarem seu no nome no sistema Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional), os policias viram que havia contra o rapaz três mandados de prisão em aberto, sendo que dois são do Tribunal do Júri.

Além disso foi informado no registro policial que Fairison rompeu a tornozeleira eletrônica que usava no dia 25 de setembro de 2023.

Fairison tem passagens pelos crimes de tráfico de drogas, receptação e violência doméstica.

Procurado - Fairison teve cartaz de procurado divulgado pela Polícia Civil, desde que tentou matar a ex-mulher, na madrugada do dia 24 de setembro, na Vila Nossa Senhora das Graças, em Campo Grande.

Na época, o advogado de Fairison informou que o rapaz estava fora de Campo Grande e já vinha sendo ameaçado pela ex-companheira de 29 anos, que não aceitava o fim do relacionamento dos dois e o fato de ele ter formado uma nova família.

“Ela nunca aceitou o novo casamento do meu cliente e constantemente provocava, ameaçava e agredia ele e sua atual companheira. Tanto é que dois dias antes do acontecido, ela estava no portão da casa deles chutando e gritando de maneira agressiva. Ela acabou dando um golpe de faca na esposa do Fairison e ainda correu atrás da filha deles”, contou.

Ainda conforme relatado pelo rapaz ao defensor, Fairison viu o que estava acontecendo e pegou a criança no colo para que a ex não a ferisse. Ele conseguiu defender a menina da facada, mas acabou sendo atingido na palma da mão direita. Em seguida, saiu correndo com a filha nos braços.

Já no dia 23 de setembro, por volta das 23 horas, a mulher teria aparecido novamente na casa do casal. Na ocasião, ela teria gritado “é gostoso levar uma facada” e ainda teria afirmado que acabaria o serviço assim que encontrasse a atual esposa de Fairison. A discussão se estendeu pela madrugada e então, o rapaz acabou atirando na ex que foi atingida por dois tiros no tórax.

À reportagem, o defensor contou também que a jovem já foi vista rondando a casa onde o casal mora diversas vezes depois que saiu do hospital e constantemente diz aos amigos do rapaz que vai matá-lo.

“Dois dias depois que ela saiu da Santa Casa ela foi vista rondando a casa dele. Como ele não está na cidade, não sei se ela está procurando por ele, mas ela tem falado para os amigos dele que vai matá-lo”, explicou Alessandro.

Placas numéricas da perícia marcando as cápsulas deflagradas que foram encontradas na cena do crime (Foto: Direto das Ruas)
Placas numéricas da perícia marcando as cápsulas deflagradas que foram encontradas na cena do crime (Foto: Direto das Ruas)

O caso – A vítima foi baleada após abrir os braços e enfrentar o ex-marido. O homem atirou uma vez, mas o tiro falhou e na sequência efetuou mais três disparos, sendo que dois acertaram a mulher.

Quando a polícia militar chegou no endereço onde a tentativa de feminicídio ocorreu, a mulher já havia sido socorrida e encaminhada para a Santa Casa. A Polícia Civil e a perícia estiveram na cena do crime realizando procedimento de praxe.

Fairison tem passagens pelos crimes de tráfico de drogas, receptação e violência doméstica. No dia do crime, ele estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. Depois de atirar na ex, ele arrancou o equipamento e fugiu. Ele está foragido e a polícia continua em diligências para encontrá-lo.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias