A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/07/2013 10:09

Funcionários de empresa de segurança protestam contra salários atrasados

Aliny Mary Dias e Luciana Brazil
Funcionários afirmam que atrasos ocorrem há 7 meses (Foto: Cleber Gellio)Funcionários afirmam que atrasos ocorrem há 7 meses (Foto: Cleber Gellio)

Trabalhadores da empresa de segurança Blitzem fazem protesto na manhã desta segunda-feira (8) em frente ao prédio da empresa, na Rua Dolor de Andrade no bairro São Francisco. Os seguranças reclamam que os salários estão atrasados há um mês, mas que os pagamentos fora do prazo acontecem há pelo menos 7 meses.

Com um carro de som e fogos de artifício, cerca de 50 seguranças e representantes da UGT (União Geral dos Trabalhadores) chamam a atenção de quem passa pelo local. Segundo os funcionários, além dos atrasos nos salários, muitos não recebem o ticket de alimentação há 3 meses.

O salário por turno de 12 horas pago pela empresa é de R$ 1,3 mil e o ticket no valor de R$ 200. Os funcionários contam que 80% da folha salarial está atrasada. Além da Capital, a empresa tem postos de trabalhos em Dourados, Naviraí, Ivinhema e Fátima do Sul, além de outros municípios no interior.

Catarino Rodrigues de Moraes, de 42 anos, está há 4 anos na empresa e afirma que as negociações já aconteceram, mas que os atrasos continuam. “Já pensei em pedir demissão e há três meses não recebo o ticket. Tenho que trabalhar por fora para receber o que a empresa não me paga”, desabafa.

Segundo os trabalhadores, existem denúncias no MPT (Ministério Público do Trabalho) contra a empresa e que ela está sendo investigada.

Diretor da Blitzem diz que reajuste da lei da periculosidade trouxe problemas nos pagamentos (Foto: Cleber Gellio)Diretor da Blitzem diz que reajuste da lei da periculosidade trouxe problemas nos pagamentos (Foto: Cleber Gellio)

O diretor da Blitzem, Vitor Hugo Fontoura, disse ao Campo Grande News que a empresa possui mais de 500 funcionários e uma folha salarial de R$ 600 mil. Fontoura explica que os problemas de atraso começaram depois do reajuste de 21% aprovado pela lei da periculosidade.

“Arcamos com o aumento da lei da periculosidade que foi aprovada em março. O reajuste foi de 30%, mas a lei não foi regulamentada e as empresas que prestamos serviço não nos repassaram esse reajuste”, afirma o diretor.

O resultado foi um aumento de R$ 300 mil na folha salarial da empresa por mês, que atualmente já soma R$ 1 milhão. Apesar da reclamação de atraso na maioria dos pagamentos, Fontoura afirma que 90% dos funcionários já receberam.

“Temos atraso nos pagamentos de 72 funcionários de Dourados e 20 de Campo Grande. Em Dourados o problema é o sindicato que entrou com liminar contra a empresa e o valor acabou sendo retido”, explica.

Sobre o atraso no pagamento do ticket alimentação, o diretor explica que houve problemas com a relação dos funcionários e o benefício foi suspenso para levantamento do valor.



concordo plenamente com o senhor márcio costa eu moro nas proximidades e vi esse pessoal que não respeita nem crianças acho que não tem filhos e se tiver o conselho tutelar deve dar uma olhada para ver como são tratados, acho que a policia deveria tomar medidas drásticas com esses baderneiros e responsabilizar pelos danos causados pude ver o que fizera-o furando pneus dos veículos da empresa onde vamos parar com pessoas desse tipo que deveria dar exemplo quem fiscaliza esses profissionais deveria cassar o direito desses baderneiros exercer a profissão isso é o cumulo
 
marcos rosa em 08/07/2013 18:26:45
é isso aí pessoal, bota a boca no trombone, a empresa não tem dinheiro pra pagar os funcionários e daí..............empresta se vira nos 30......................conversa pra boi dormir.
 
nanci dos reis em 08/07/2013 18:16:12
fico imaginando um bando de baderneiros que se diz vigilantes, onde vamos parar são esses baderneiros que fazem segurança de bancos e órgãos públicos não respeita nem uma creche onde tem centenas de crianças acho que nessa creche não tem nenhum filho desses baderneiros ou desses sindicalistas parabéns ao presidente desse sindicato que provou que todo sindicalista não passa de baderneiro
 
marcio costa em 08/07/2013 18:08:37
admiro muito quando se diz que quarenta funcionários desta empresa cruzarão os bracos par atraso no pagamento na realidade fora 18 funcionário e desses mais da metade esta com tudo em dia que manifestação e essa que só fazem baderna e danificar o patrimônio gostaria de saber senhor presidente do sindicato celso o senhor ira ressarcir ou o senhor só sabe apoiar baderna desse tipo parabéns e por isso que essa categoria e mal vista por ter pessoas como esses baderneiros poi isso não e manifestação e sim baderna.
 
maik romeu em 08/07/2013 17:59:37
Sr. RENATO ALVES, da onde você tirou essa que a policia colocou alguém pra correr?
Ninguém ali é vagabundo, tanto é que estavam lutando pelos seus direitos, em relação a creche não havia nenhuma criança chorando, muito pelo contrario, até se divertiram bastante, e a policia compareceu lá sim, mas passou na frente e foi embora, bandido eles não vão atrás né, só pra variar.
 
Marcio Brunholi em 08/07/2013 15:53:35
Sr. ricardo assunção, pagamento sairá dia 10 graças a essa manifestação, então agradeça ao pessoal do sindicato e aos vigs que la estavam lutando pelos seu direito também, pois muitos só sabem cobrar, mas na hora de agir não quer da a cara a bater.
 
Marcio Brunholi em 08/07/2013 14:22:01
Pois é sempre a mesma história estou pagando vou resolver o problema e mais uma vez ficamos só na promessa, a good car que administra o ticket mandou em meu email que por ordem da empresa bloqueou o ticket as horas extra não estão sendo pagas com o risco de vida conforme convenção e ninguém faz nada o funcionário sempre fica no prejuizo.
 
carlos roberto em 08/07/2013 11:52:38
policia acaba de colocar manifestantes pra correr. a manifestação e sem fundamento e ainda estavam fazendo arruaças. tem uma creche bem na frente e as crianças começaram a chorar e a policia foi acionada. protesto sim, vagabundagem NÃO!
 
RENATO ALVES em 08/07/2013 11:46:51
Não é a primeira empresa que da um balão nos funcionários, que ao pagar suas contas sofrem com juros absurdos, e que a empresa nem toma conhecimento, eles reclamam que faltou dinheiro, e eu digo passarinho que come pedra sabe o .?.?..que tem.
 
Lucas da Silva em 08/07/2013 11:10:00
Sindicato luta contra os vigilantes, depois dessa palhaçada vamos demorar mais pra receber da empresa. obrigado celso! ja tava difícil e agora ficou pior.
 
ricardo assunção em 08/07/2013 10:30:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions