A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/08/2016 09:23

Guarda Municipal reforça segurança em creche alvo de denúncias

Chloé Pinheiro e Julia Kaifanny
Duas viaturas e quatro guardas estavam na entrada dos alunos na manhã desta quinta (11). (Foto: Marcos Ermínio)Duas viaturas e quatro guardas estavam na entrada dos alunos na manhã desta quinta (11). (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de ser palco de dicussão entre uma mãe e funcionárias ontem, o Ceinf Santa Edwirges, no Aero Rancho, em Campo Grande, contou com policiamento reforçado para a entrada dos alunos na manhã desta quinta-feira (11). Duas viaturas e quatro guardas estavam a postos na frente da creche municipal.

Ao serem questionados, os oficiais informaram que o procedimento era padrão para as instituições de ensino público. Tudo indica, entretanto, que eles estejam lá para acalmar os ânimos entre pais e coordenação do Ceinf, uma vez que na última quarta (10), funcionárias registraram um B.O. de calúnia e difamação contra pelo menos uma mãe que discutiu com elas no mesmo dia. 

O bate-boca que culminou nos guardas a postos hoje teria começado na terça (9), depois de Ana Marta Marcelino, uma das mães que cobrou respostas da direção sobre as denúncias de maus tratos que o Ceinf acumula, receber mais uma negativa da coordenação da escola ao pedir informações sobre os casos de abuso. “Tentei por três dias conversar com a diretora, mas ela some e ninguém toma providências”, contou Ana.

Nessa ocasião, Ana conta que chamaram a polícia e afirmaram que a denunciariam por desacato à servidor público e que a polícia foi chamada. No dia seguinte, quarta (10), Ana novamente discutiu com funcionárias na frente de outros pais e, dessa vez, o caso terminou na delegacia. “Eu não fui lá hoje de manhã, mas estou sendo perseguida. Elas (as funcionárias) estavam lá na porta e diziam 'cadê a mãezinha que tava brava?'”, relata a mãe.

A reportagem tentou contato com a direção da escola, mas só foi informada de que estava tudo normal. A Secretaria Municipal de Educação ainda não se manifestou sobre o assunto.



É muito triste ter que ler estas notícias todos os dias. Meu filho frequenta o Ceinf Santa Edwirges há dois anos e sempre foi muito bem atendido e inclusive gosta de todas as "tias". Criança não mente, quando alguém o maltrata ele não vai com a pessoa e pronto! Seria possível ter acontecido tudo isto que estão falando mesmo? Onde estão estas crianças que dizem ter sido maltratadas? E o mais engraçado que ontem quando cheguei ao ceinf esta mãe estava gritando sozinha! Inclusive quem gritou que iria chamar a polícia foi ela própria! Meus filhos ficaram espantados! Tive que acalmá-los e falar que estava tudo bem para poderem entrar na creche! Será que esta mãe conseguiu alcançar o objetivo dela? É este exemplo que ela quer passar para as crianças e para o próprio filho?
 
Tatiana Scatena em 11/08/2016 10:52:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions