A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/05/2012 16:49

Homem é preso por assassinato na Mascarenhas e Polícia procura mais 2

Nadyenka Castro e Paula Maciulevicius

Marciano de Souza se envolveu em atropelamento no início de abril. Ao ser levado para delegacia, confessou o assassinato ocorrido 5 meses antes

Marciano confessou o assassinato de Rogélio e está preso. (Foto: João Garrigó)Marciano confessou o assassinato de Rogélio e está preso. (Foto: João Garrigó)

Está preso há aproximadamente um mês Marciano de Souza, assassino confesso de Rogélio de Lima Sanabria, 32 anos, morto a tiros no dia 25 de novembro do ano passado. Agora, a Polícia Civil procura por mais dois envolvidos no crime ocorrido na avenida Mascarenhas de Moraes, em Campo Grande.

Marciano foi para a cadeia após se envolver em atropelamento no início do mês abril no bairro Estrela Dalva. Na condução de um Fusca, ele atropelou grupo de 10 pessoas e fugiu.

No primeiro dia útil seguinte ao atropelamento, ocorrido em noite de sexta-feira, policiais da 3ª Delegacia de Polícia Civil localizaram Marciano. Ele contou sobre o acidente, disse que havia ligado para a Polícia contando sobre o que tinha ocorrido e também falou sobre o assassinato de Rogélio.

Como não havia mandado de prisão nem situação de flagrante, Marciano foi liberado e as declarações dele sobre o homicídio encaminhadas à 2ª Delegacia de Polícia Civil, responsável pela investigação da morte.

A Polícia pediu a prisão de Marciano e ele foi preso temporariamente. A preventiva já foi pedida. De acordo com o delegado Weber de Medeiros, Marciano era passageiro de uma Honda Titan preta conduzida por Gleidson Vicente Martins, 31 anos, e atirou em Rogélio.

O crime aconteceu quando a vítima dirigia um caminhão F-4000 pela avenida Mascarenhas de Moraes. Conforme o delegado, o assassinato foi ordenado por uma terceira pessoa. Gleidson então chamou Marciano. A Polícia procura por Gleidson e pelo mandante.

Polícia procura por Gleidson. Ele já tem passagens por furto e tráfico de drogas. (Foto: Reprodução)Polícia procura por Gleidson. Ele já tem passagens por furto e tráfico de drogas. (Foto: Reprodução)

Motivo - Segundo Weber de Medeiros, Marciano matou Rogélio para receber R$ 1 mil que foram utilizados para pagar dívida de pensão alimentícia.

Marciano declarou à imprensa que até o crime era amigo de Gleidson, conhecido como ‘farofa’, e por este motivo aceitou participar do crime. De acordo com Marciano, o amigo lhe disse que estava sendo ameaçado de morte por Rogélio.

Conforme Marciano, o amigo lhe disse que a intenção era assustar Rogélio e não matá-lo.

Marciano falou ainda que após o homicídio, Gleidson lhe deu R$ 1 mil que foram usados para quitar a dívida de três meses de pensão alimentícia, motivo pelo qual já havia sido expedido mandado de prisão contra ele. “Não foi por dinheiro. Depois ele me arrumou R$ 1 mil porque eu estava precisando”, fala.

Antes de ser preso, Marciano, que é pedreiro, já havia comentado sobre o crime com a esposa e com o patrão. Ambos já prestaram depoimento.

Procurados- Para a Polícia Civil, Gleidson é uma pessoa “altamente perigosa”. Ele tem passagens por tráfico de drogas e furto. Marciano tem o homicídio e o atropelamento.

Após o assassinato, Gleidson mudou de bairro e não foi mais encontrado. A arma utilizada também não foi localizada.



Esse,menino que foi assassinado era uma pessoa muito correta, eu nunca conheci ninquém como ele bom filho bom pai bom amigo depois que eu perdi,meu pai ele passou
a ser a unica pessoa que eu podia contar.Agora não tenho mais ninquem.
Acho,que esses assassinos não tem alma eles roubaram a vida de um homen maravilhoso decente que cumpria com suas obrigações,ele aordava as 4 horas da manhã
 
ISABEL CRISTINA DE SOUZA SANTOS em 25/05/2012 01:49:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions