A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/07/2013 06:42

Homem mata um e fere outro em discussão sobre aparelho de som

Aliny Mary Dias

Um jovem de 29 anos morreu e outro de 25 anos ficou ferido em estado grave durante uma discussão no fim da tarde de ontem (28) no bairro Nova Jerusalém, em Campo Grande. Segundo a Polícia Militar, a briga começou por conta do pagamento de um aparelho de som.

Parentes de Eder Gracini Chaves, 29 anos, contaram à polícia que há duas semanas o homem comprou um aparelho de som de Kaio Fernando Aguilera, 18 anos.

A esposa de Eder afirma que o vendedor começou a enviar mensagens no celular do marido cobrando o pagamento do aparelho. A última mensagem dizia “Eder você mais uma vez não foi homem comigo, quero meu som de volta quando eu pego aí? Kaio só paga o que me deve” foi enviada ontem (28).

Horas depois da mensagem, Kaio foi com o amigo Moacir Souto, 33 anos, até a casa de Eder. Chegando lá, o vendedor gritou para que Eder saísse e acertasse a dívida. Eder atendeu a porta e saiu de casa em companhia da esposa.

A mãe de Kaio e a esposa de Eder estavam em frente à casa e começaram a discutir sobre a dívida. A briga acabou em agressão e Leonel Jackson Chaves, 25 anos, amigo de Eder, tentou separar as mulheres quando foi atingido por um golpe de faca desferido por Moacir, amigo de Kaio.

Após atingir a barriga de Leonel, Moacir esfaqueou Eder na região no peito. Moacir e Kaio fugiram do local e não foram encontrados pela polícia. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) socorreu os dois homens, mas Eder chegou morto no posto de saúde do bairro Moreninhas.

Já Leonel ficou em estado grave e precisou ser transferido para a Santa Casa de Campo Grande. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga e deve ser investigado pela 4ª delegacia de polícia.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


não se deve dar credibilidade a tudo que se ouve,quem deve tem que pagar seus débitos as seus credores mas não é direito a ninguém ceifar a vida de uma outra pessoa.este foi mais um crime hediondo por motivo torpe e premeditado,o aparelho de som e um mero coadjuvante a qual estão lhe imputando a responsabilidade pelo o fato ocorrido,agora imaginem só se cada membro do nossos três podere acusados de desviu de dinheiro publico forem cobrados desta forma arcaica como ficaria nosso pais hoje?
 
weimar a souza em 30/07/2013 23:43:13
Léo, tu és forte teu mala, Deus está contigo, saudades de ti é grande ):
 
Jessica P. Oliveira em 30/07/2013 17:00:21
os filmes e videos games estão saindo da tela da televisão pra realidade humana. enquanto joga perde-se, mata-se e começa tudo de novo mas infelismente na realidade não temos chances. e muitos são condenados a prisão perpetua... dentro de uma cadeia chamado caixão.
meus pesames as familias desses jovens, pois uma mãe não criou um filho com todo amor para que alguem mateo e a outra mãe tambem não criou um filho pra matar outro. sinto muito é só Deus pra consolar essa familias
 
JOSILAINE ROCHA em 30/07/2013 09:52:41
Parem agora! Isso aqui esta parecendo discussão de PROCON!
As pessoas tem mania de julgar porque não foi em suas famílias.
A verdade mesmo, ninguém sabe. Mesmo se fosse por uma divida de um aparelho de som, isso não da o direito de ter sido ceifada essa vida. Quer dizer que agora e fácil, não pagou morreu! Imagina so, assassinatos em serie em Campo Grande hein!
O fato e que todo canto ta cheio de gente prevalecida, que acha que pode tudo contra todos. Bando de MACHÃO SEM PROCEDÊNCIA. Fato e que uma mãe esta chorando agora, e se não for por Deus, pode chorar ainda mais pelo outro filho que esta no hospital, também esfaqueado pelo Sr. MACHÃO SEM PROCEDÊNCIA. Não fiquem aqui julgando algo que não sabem, mesmo porque, nem tudo o que falam na TV é a mais pura verdade. Saibam e respeitem.
 
Elis Andrade em 30/07/2013 08:14:56
Sabemos que foi por motivo fútil, mas aconteceu... Que Deus conforte a família e que esse cara de pau melhore logo! Estamos rezando por vc.. Forças Léo *-*
 
Sherilyn Santos em 29/07/2013 20:39:28
Não entendi nada!
 
Apolonio Varela em 29/07/2013 14:07:14
Caro Sr Lauro, qual o nome que devemos dar então a uma pessoa que não paga suas dívidas? Existe outro alem de caloteiro? Depois que morre todo mundo vira santo, dá pena de quem se encarteirou matando esse tipo.
 
Charles Luciano em 29/07/2013 13:15:48
sabemos que não e fácil para nem uma das duas família ambos devem possuir filhos só deus sabe a dor que deus conforte as duas famílias e não jugue sem saber
 
lieta oliveira em 29/07/2013 11:44:27
Antes de vcs falarem, que o cara e um caloteiro, pense se foi isso mesmo que aconteceu, vcs não sabem metade da historia e já saem falando besteira!!!!!
vcs não tem ideia da dor que a FAMÍLIA está sentindo....
 
Lauro junior em 29/07/2013 11:13:37
e difícil era mais fácil ele devolver o produto já que não tinha dinheiro perdeu a vida por motivo fútil pessoa sem juízo fica querendo dar golpe calote perde a vida a toa.... isso serve de lição para muitos caloteiros......
 
jose pedro em 29/07/2013 10:09:52
É óbvio que nada justifica o homicídio, mas, já que comprou e não pagou, deveria devolver o bem, pois o próprio vendedor havia lhe dado essa opção, às vezes as pessoas perdem a cabeça não pela dívida em si, mas sim pelo desaforo que os caloteiros os fazem passar.
 
Kaio Gleizer em 29/07/2013 08:47:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions