A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/12/2014 19:21

Instituto Mirim diz não receber recursos da prefeitura desde março deste ano

Alan Diógenes

O IMCG (Instituto Mirim de Campo Grande) informou na tarde desta terça-feira (2) não receber repasses financeiros por parte da Prefeitura de Campo Grande desde março deste ano. Segundo a instituição, a própria entidade teve que arcar com todos os gastos como: alimentação, combustível, material de expediente e com contratação de vários funcionários, devido ao corte feito pela atual gestão municipal.

Conforme o instituto, a administração municipal também atrasou o pagamento referente à prestação de serviço dos mirins, desde setembro deste ano. Outra reclamação é a situação da estrutura dos prédios. “Mesmo havendo contratos de manutenção, anteriores a atual diretoria, inclusive com pagamentos contabilizados para tais serviços, a Unidade Centro se encontrava em estado lastimável, oferecendo até mesmo perigo para os estudantes e funcionários da Instituição, o que pode ser comprovado por meio de fotografias”, informou o instituto por meio de nota.

O IMCG disse ainda que a parceria com a Prefeitura existe há mais de 30 anos e continua atualmente, por meio de convênios. O instituto informou também que tem interesse na continuidade dos convênios e que se mantém com recursos próprios, provenientes de parcerias e convênios, como os celebrados com a Prefeitura.

Além do convênio com a Prefeitura, o Instituto Mirim disse possuir parcerias com órgãos estaduais, federais, Poder Judiciário, Ministério Público e empresas privadas. O órgão encaminha os jovens para trabalhar na condição de aprendiz e a empresa conveniada faz o repasse financeiro para o pagamento deles. A entidade afirmou atender cerca de 900 adolescentes.

Sobre os boatos de que o instituto estava sendo coordenado por um Conselho Deliberativo composto por ele, sua esposa, primo e ex-assessores, o ex-prefeito Alcides Bernal (PP) negou o fato nesta tarde. “Não tenho qualquer participação direta com diretoria do Instituto Mirim. Quanto às pessoas do meu convívio pessoal que fazem parte do Conselho Deliberativo do instituto, não há nada que desabone a sua atuação, pois são pessoas sérias, comprometidas e que com certeza ajudam a melhorar o trabalho do instituto”, explicou.

O ex-prefeito disse ainda que vai tomar as providências cabíveis quanto a estes boatos. “Tomarei as providências para restabelecermos a verdade e reparar os danos morais e crimes contra a honra e para isso iremos à polícia e à justiça”, finalizou.

O Campo Grande News entrou em contato com a prefeitura, mas até a publicação desta matéria não tinha tido retorno para saber sobre esta situação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions