A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/01/2016 12:30

Janeiro começa com 24 notificações por dia e três casos de zika na Capital

Flávia Lima
Secretário de Saúde da Capital, Ivandro Fonseca, durante apresentação de balanço de ações contra dengue. (Foto:Marcos Ermínio)Secretário de Saúde da Capital, Ivandro Fonseca, durante apresentação de balanço de ações contra dengue. (Foto:Marcos Ermínio)

Dados apresentados pela equipe de profissionais da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), nesta sexta-feira (8), apontam que só nos primeiros sete dias de janeiro já foram notificados 174 casos suspeitos de dengue, o que significa 24 notificações pro dia. A Capital fechou o mês de dezembro com 5.922 casos suspeitos.

O total do ano passado ficou em 13,8 mil notificações. Destas, 4.013 foram confirmadas, com oito casos graves da doença.

Quanto ao zika vírus, a Capital já soma 3 notificações. Além de uma grávida de 21 anos que já vem sendo monitorada pela Sesau, outras duas pessoas, um morador de Anhanduí e uma mulher do Parque do Sol, em Campo Grande,  também apresentaram a doença.

Ao todo foram 677 notificações do zika em dois meses e nesta primeira semana de janeiro já são oito casos notificados, mas sem confirmações até o momento. 

Já sobre o chikungunya, foram 163 notificações, mas nenhum caso foi conformado devido a atrasos laboratoriais. A primeira semana de janeiro já soma dois casos de chikungunya notificados.

Segundo o secretário de saúde da Capital, Ivandro Corrêa, os números devem começar a reduzir apenas a partir de março. De acordo com ele, essa demora na redução dos casos deve ser atribuída a dificuldade em fechar a escala de profissionais nos psotos de saúde e a situação do que ele chama de sucateamento da rede de saúde, ocasionada, segundo ele, na gestão passada.

"Demoramos para colocar a casa em ordem, mas estamos tomando medidas que já surtem efeito", afirma. Uma das ações para amenizar a falta de médicos, foi a contratação de 100 novos profissionais e a ampliação da escala de trabalho em seis unidades de saúde.

A implantação de uma unidade móvel de médicos especializados em clínica geral, que começa a operar na próxima semana, também é um recurso que deve, segundo os ecretário, contribuir com o a agilidade no atendimento das UPAs.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions