A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/05/2016 16:31

Mãe faz alerta sobre reação forte a medicamento usado contra a gripe

Fernanda Mathias
Menino, então com 5 anos, permaneceu dias internado após tratamento com tamiflu (Foto:Arquivo Pessoal)Menino, então com 5 anos, permaneceu dias internado após tratamento com tamiflu (Foto:Arquivo Pessoal)

A mãe de uma criança que ficou vários dias internada após ser tratada com o remédio oseltamivir, comercialmente chamado Tamiflu, usado no combate à gripe H1N1, relata momentos de aflição. Adriane França Brandão, 38 anos, que mora em Campo Grande, faz um alerta sobre a importância de acompanhar atentamente o quadro e as reações. “É um remédio muito perigoso. Quase perdi meu filho”.

Eduardo, que completou seis anos há pouco, passou vários dias internado, com vômitos e evacuando sangue, segundo relata a mãe, depois de começar a ser medicado contra gripe. Adriane conta que no dia 16 de abril levou a criança ao posto de saúde do Nova Bahia após uma noite de febre, diarréia e tosse.

O menino foi encaminhado à unidade de saúde do Coronel Antonino para raio-X, que não apontou comprometimento no pulmão. Mas, diante dos sintomas que podiam ser da gripe, o médico prescreveu o oseltamivir.

Ela conta que as reações ao medicamento foram praticamente imediatas, com fortes dores abdominais e infecção intestinal. No dia seguinte, ela retornou ao posto com a criança e recebeu prescrição de medicamentos para a infecção intestinal, mas, por orientação médica, deu continuidade ao tratamento com remédio para gripe.

As reações pioraram e a criança ficou em observação na unidade de saúde e depois foi transferida para a Santa Casa, onde permaneceu na internação por 3 dias. “No fim, ele só tinha uma virose”, diz a mãe.

O oseltamivir, que inclusive está em falta na rede pública, é o principal medicamento usado para combater o vírus H1N1. A preconização é que seja administrado nas primeiras 48 horas de evolução dos sintomas, para reverter o quadro da doença.

O médico Marcelo Santana, diretor do Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), explica que o Tamiflu é “importantíssimo” quando indicado para o tratamento, mas precisa ser criteriosamente prescrevido. Pode ser usado, inclusive, na profilaxia para pessoas que tiveram contato com o vírus.

Marcelo lembra que os efeitos colaterais existem, especialmente ânsia e dor de cabeça, mas em caso de acometimento por virose, os problemas gastrointestinais também podem ser decorrentes da ação do vírus no trato intestinal.

“O mais importante é que as pessoas adotem medidas de prevenção, lavem constantemente as mãos, evitem lugares aglomerados e reforcem o sistema imunológico com atividades físicas, boa alimentação e hidratação. Na maioria dos casos em que as pessoas entram em contato com o vírus o próprio organismo resolve, com exceção destas cepas mais agressivas”.

Homem de 63 anos, morador em Caarapó, morre no HU com suspeita de gripe
Um homem de 63 anos de idade, morador em Caarapó, pode ser mais uma vítima fatal da gripe transmitida pelo vírus H1N1 neste ano em Mato Grosso do Sul...
Com vítima em Aquidauana, gripe já matou 22 pessoas no Estado
Além da morte cerebral de um paciente de Jardim que estava internado há 15 dias no Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande, uma mulher ind...


Sr. Wagner, não pense desta maneira, apesar de a política ter contaminado inclusive os serviços de saúde, o melhor que se tem a fazer é a prevenção, veja, o governo não iria despender milhões de reais em pesquisas e equipamentos se não fosse realmente necessário esta profilaxia. Lembre-se que existem duas historias na humanidade, uma antes da descoberta da penicilina e outra após o uso da penicilina.
 
TIJUANO em 25/05/2016 08:19:21
Eu não vacinei e nem vou vacinar...
É como qualquer outra gripe, se matar é pq o sistema imunológico está fraco.
Das pessoas que morrem supostamente por essa gripe, ninguém fala se eram vacinadas.
A minha mãe tomou 3 vacinas de gripe e vive com o nariz escorrendo.... NÃO VACINE! PESQUISE SOBRE AS EMPRESAS QUE LUCRAM COM ESSE TERROR.
 
Wagner Cabriote em 24/05/2016 18:35:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions