A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/07/2015 14:15

Moradores do Ramez Tebet reclamam de abandono do bairro

Raiza Calixto
A situação das ruas do bairro piora sempre que chove.(Foto:Vanessa Tamires)A situação das ruas do bairro piora sempre que chove.(Foto:Vanessa Tamires)
A situação da rua dificulta o trânsito.(Foto:Vanessa Tamires)A situação da rua dificulta o trânsito.(Foto:Vanessa Tamires)

Cansados do abandono, moradores do bairro Ramez Tebet procuraram a redação do Campo Grande News para denunciar a situação das ruas que estão repletas de buracos e desníveis. A situação fica mais precária quando chove, a rua fica alagada e a água invade as residências.

Moradora da rua Antônio Nelson de Souza há mais de seis anos, a professora Analia Alves Tavares conta que desde quando se mudou para o bairro enfrenta esses transtornos. “Desde sempre somos obrigados a viver nessas condições, hoje a equipe de reportagem teve sorte de vir até aqui em um dia de sol, porque quando chove fica intransitável”, reclamou a professora.

A operadora de caixa Sônia Fonseca, de 26 anos, mora na região com o marido e os dois filhos há cerca de cinco anos. Segundo ela, a família sempre tem a casa alagada quando chove. ”Sempre que chove nós sofremos, isso porque nossa casa fica completamente alagada, com água na altura da canela , já perdi móveis duas vezes por causa desse problema, nós não aguentamos mais viver nessa situação”, desabafou.

Outra grande preocupação das famílias é com as doenças que podem ser transmitidas pelos animais peçonhentos que invadem as residências junto com o alagamento. “Meus dois filhos já tiveram dengue e o mais novo teve também leishmaniose, estamos cansados de viver assim, com nossa saúde correndo risco, e passando as madrugas tirando água de dentro de casa com o balde”, concluiu a operadora de caixa.

 

Francisca é deficiente visual  e não sai de casa sozinha com medo de cair, devido as condições da rua.(Foto:Vanessa Tamires)Francisca é deficiente visual e não sai de casa sozinha com medo de cair, devido as condições da rua.(Foto:Vanessa Tamires)

O casal de deficientes visuais, Francisca Barreto da Silva Gonzales, 69 anos, e o esposo, Carlos Alberto Gonzales, 62, enfrentam diariamente diversos transtornos devido as condições precárias da rua. “Eu não me arrisco a sair de casa sozinha, sempre que vou sair peço ajuda dos vizinhos, meu esposo é mais corajoso, ele sai mesmo com muita dificuldade, esses dias ele saiu e levou um tombo, graças a Deus não foi nada grave”, conta.

Apesar das dificuldades, os moradores ainda não registraram a denúncia na Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação). A Secretaria informou que as equipes estão trabalhando, principalmente, a partir das solicitações da população, que podem ser feitas pelo fone 3314-3675.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions