A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/09/2013 11:17

Morte de Luly leva a ato por protocolo de emergência em pet shops

Aline dos Santos
Grupo fez protesto em frente ao Conselho Regional de Medicina Veterinária. (Foto: Pedro Peralta)Grupo fez protesto em frente ao Conselho Regional de Medicina Veterinária. (Foto: Pedro Peralta)

A morte da cachorrinha Luly provocou protesto para cobrar um protocolo de emergência que possa ser válido em todos os pet shops. Concentrados em frente à sede do CRMV-MS (Conselho Regional de Medicina Veterinária), na rua Brilhante, em Campo Grande, um grupo com 15 pessoas e três cachorros cobrou providências .

“Que o proprietário do pet shop seja responsável por chamar socorro, peça ajuda e acione a família imediatamente em caso de emergência”, afirma a professora Rosângela Macia, 58 anos, “mãe” de três cachorros adotados. Segundo ela, cabe ao conselho formalizar a regulamentação.

Com idade entre 4 e 5 meses, Luly era a “caçula” da funcionária pública Wânia Ferreira, 44 anos. A cachorra da raça Lhsa Apso morreu no dia 22 de agosto, na “Creche SPA Cantinho do Animal”. A dona foi informada que o animal teve morte súbita.

Desconfiada, ela pediu necropsia. O laudo, feito no hospital veterinário da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), aponta que o animal pode ter sofrido queda, que provocou fraturas nas costelas e lesões nos órgãos, “ocasionando a hemorragia importante e fatal”.

Wânia fez denúncia à Decat (Delegacia Especial de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista). Segundo ela, o delegado informou que a cachorra caiu da banheira, de uma altura de 1m30. Luly foi enterrada no quintal da casa da funcionária pública, que tem mais um gato e dois cachorros.

Cachorra Luly morreu durante banho. (Foto: Anda)Cachorra Luly morreu durante banho. (Foto: Anda)

A funcionária pública Clarice Mesquita, 32 anos, reclama da falta de transparência do pet shop. Ela relata que levou seu cachorro à creche para se socializar, mas ele voltou ferido. “No olho, tinha poça de sangue e um corte rente à pálpebra”, diz.

Para Clarice, o cachorro, por ser tímido, pode até ter levado surra de outros cães. “Mas o corte é impossível, só um bípede”, afirma. Quando questionou a creche, foi informada que não havia acontecido nada.

O grupo também cobra que os locais tenham veterinário 24 horas e que os animais não sejam sedados para passar por banho ou tosa. Lembrado que estão dando voz a quem não fala, os manifestantes tiveram a companhia dos cachorros Laika, Burrico e Lilika, todos adotados por Maria Lúcia Metello, representante do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


15 PESSOAS??? CADE O POVO QUE FALOU MAL DESSE PET?? QUE JULGOU ANTES MESMO DA POLÍCIA FAZER ISSO?? CADE O POVO QUE DISSE QUE ESSE PET TINHA QUE FECHAR, QUE CHAMOU O VETERINÁRIO DE AÇOUGUEIRO, QUE CHAMOU ESSE PET DE ESPELUNCA E PRINCIPALMENTE CADE O RESTO DOS PROTETORES QUE DIZIAM TANTO ESTAR SENSIBILIZADOS COM A SENHORA DONA DA CACHORRINHA?? PORQUE NÃO FORAM NESSE PROTESTO?? A POLÍCIA NEM TERMINOU DE JULGAR O CASO E AS PESSOAS JÁ FIZERAM O JULGAMENTO POR SI SÓ, SEM AO MENOS SABER A VERDADEIRA HISTÓRIA. NA HORA DE ENCHER A BOCA PARA FALAR UM MONTE DE BESTEIRAS, APARECEM PESSOAS DE TODOS OS LADOS, MAS NA HORA DE LEVANTAR DA CADEIRA, SAIR DE TRÁS DO COMPUTADOR E IR A LUTA POR UMA CAUSA, AHHH NA HORA DE SE MEXER NÃO APARECE NINGUÉM NÉ?! NÃO SEI NEM O QUE PENSAR A RESPEITO DESSE TIPO DE GENTE
 
Dádiva Pavão em 10/09/2013 08:38:14
sinto muito pela sua perda eu tenho dois cachorros são como da família.
 
alberto jose de oliveira em 07/09/2013 19:57:02
Uma outra causa frequente de morte de cães em pet shop
é a hipertermia, calor excessivo, provocada por secadores,
e geralmente, diagnosticada como "mal súbito".
 
Maria Luiza de Araújo em 07/09/2013 18:10:37
Circulando pela cidade vemos motos com casinhas de transporte em alta velocidade pelas avenidas, os buracos e as manobras muitas vezes bruscas podem ferir os animais já vi pobres bichinhos aterrorizados dentro desses baús deveria ser proibido trasportar animais dessa forma.
 
Anna Gonçalves em 07/09/2013 18:07:13
deveria ter câmera para gravar pois não é confiável o tratamento de banho muito menos sedar é um absurdo se o funcionário não TEM RESPONSABILIDADE O PROPRIETÁRIO TEM QUE RESPONDER PARA PROVAR!!! QUE ESTÃO MENTINDO
 
janete maria barão em 07/09/2013 15:17:47
Que vergonha pro pet shoping... Matador de cachorros.
Quando eu tinha uma "poodle dengosa", o único lugar pra dar banho e outros procedimentos necessários era o pet que tinha no fim da Dom Aquino. Excelente, sempre.
E com vidro pra gente ver o funcionário trabalhando...
 
Osório Almeida Retumba Carneiro Monteiro em 07/09/2013 14:41:27
Gostaria de ressaltar que o dono de animal de estimação (pet), e responsável pela integridade física, sendo assim quando efetuado uma compra coletiva esta vulnerável a uma má qualidade no serviço, um serviço prestado de forma correta e de qualidade para um animal de estimação (pet) é no mínimo de R$ 20,00. Aonde um PETSHOP com no mínimo de qualidade e atendimento será cobrado esse valor, com profissionais com certificados, com agendamento, horário de entrega. Em relação ao CRMV-MS, a preocupação dos mesmo são apenas arrecadatórias, só sabem notificar e multar, a falta de orientação por parte do órgão.
 
Raphael Parreira em 07/09/2013 13:59:40
Duvido que uma queda tão baixa tenha ocasionado tudo isso. Esse anjinho deve ter sido agredido isso sim! Agora que os responsáveis paguem pelo crime que aconteceu!
 
Aline Carvalho em 07/09/2013 13:18:31
Estou amando toda essa repercussão, só assim para as autoridades tomarem as devidas providências.
Parabéns!!! ao grupo presente no protesto.
Séria também interessante, a obrigatoriedade de câmera em todas as salas de pets. Principalmente, na sala de banho e na espaço que ficam condicionados os animais.
Wânia, gostei da sua garra e luta por justiça, nessa causa tão importante.
Querida Maria Lúcia Metello, sempre presente de maneira incansável, na luta pelos bichinhos. Confesso, que sempre preservei uma grande admiração por ti, todas as vezes que precisei, esteve pronta para ajudar.
 
Neyde de Oliveira em 07/09/2013 12:59:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions