A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

23/08/2017 14:09

Mototaxista é preso suspeito de pelo menos três estupros na Capital

Segundo polícia, homem teria consumado dois crimes, mas em um deles, no Inferninho, vítima conseguiu fugir e alertar populares

Rafael Ribeiro

Um mototaxista de 30 anos foi preso por policiais civis da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na tarde desta terça-feira (22) suspeito de estuprar pelo menos três mulheres entre abril do ano passado e julho deste, em Campo Grande.

Maurício Fernandes da Silva foi identificado por quase sempre cometer os crimes em sua casa, em bairro não revelado pela polícia.

O primeiro crime reconhecido aconteceu em 24 de abril de 2016. A vítima, de 29 anos, relatou em boletim de ocorrência na própria Deam que já conhecia o suspeito de vista e resolveu marcar um encontro com ele em uma lanchonete.


Ambos conversaram no estabelecimento até por volta das 4h, quando Silva a convidou para que fossem até sua casa. Ela aceitou, mas no caminho as atitudes do suspeito começaram a mudar: ele passou a ameaçá-la de morte por enforcamento se não tivessem relações sexuais.


Os crimes do mototaxista reapareceram em maio. Desta vez a vítima de 36 anos disse que o conheceu como clientes de seus serviços e entendia que mantinha uma amizade com o suspeito.


Até que em certo dia, Silva disse que precisaria passar em sua casa para pegar algo que esqueceu. Ela permitiu o desvio de trajeto, mas chegando na residência, diante da negativa da vítima em entrar, novamente o perfil violento emergiu.

Ela foi arrastada para dentro da casa, agredida com tapas no rosto e socos na região abdominal e estuprada. Durante os atos sexuais, Mauricio dizia que iria matar a vítima e a agredia fisicamente, passando as mãos em volta do pescoço dela, enforcando-a.

No último caso, uma mulher de 33 registrou ocorrência em julho, quando relatou que havia sofrido uma tentativa de estupro. Segundo o boletim de ocorrência, ela acionou serviço de mototáxi e foi atendida por Silva.

Durante o trajeto, o autor passou a conduzir a moto em alta velocidade, desviando o itinerário de destino, levando a vítima para a região do Inferninho (zona norte), neste local, Mauricio empurrou a vítima da moto, assediando-a com ameaças, dizendo que aquele local era o inferninho, onde se mata, estupra e enterra, deixando a vítima em pânico.


Em seguida, o autor ordenou que a vítima o acompanhasse até a casa dele. Muito amedrontada, a mulher concordou, na esperança de conseguir ajuda, e quando passaram por uma lanchonete, a vítima pediu socorro para as pessoas que lá estavam, inclusive, uma dessas pessoas anotou a placa da moto utilizada pelo suspeito, auxiliando ainda mais em sua identificação.


A polícia não revelou detalhes da prisão do suspeito, apenas informou que ele tinha mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. Em suas passagens anteriores, aparece duas vezes em tentativas de fugir sem pagar estabelecimentos comerciais onde comeu, entre 2014 e 2015.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions