ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Movimento contra reajuste de vereadores já tem mais de 7 mil assinaturas

Por Paulo Nonato de Souza e Alberto Dias | 21/12/2016 09:11
Elimar Cristina Lima comemorou o sucesso do abaixo-assinado contra o reajuste dos vereadores pelas redes sociais (Foto: Alberto Dias)
Elimar Cristina Lima comemorou o sucesso do abaixo-assinado contra o reajuste dos vereadores pelas redes sociais (Foto: Alberto Dias)

O abaixo-assinado criado ontem na Internet contra o aumento de salário dos vereadores de Campo Grande já soma 7.521 assinaturas, mas a convocação em rede social para um movimento de protesto esta manhã na Câmara Municipal não surtiu efeito.

Neste momento apenas quatro pessoas estão no plenário da Câmara, aguardando a sessão extraordinário para discutir os projetos de lei 8.400 e 8.401 que fixam os valores dos salários dos vereadores, prefeito e secretários, e revogam os reajustes de 26,3% aprovados em 2014, previstos para vigorar a partir de janeiro de 2017.

“Penso que as pessoas não vieram porque hoje é quarta-feira e usualmente não tem sessão. Muita gente nao se atentou para isso, achando que a sessão seria na quinta-feira como normalmente acontece”, disse a organizadora do movimento, a professor Elimar Cristina Lima, de 44 anos.

Elimar comemorou a adesão ao abaixo-assinado pelas redes sociais, mas lamentou a não aderência ao protesto na Câmara Municipal, embora reconheça que a manifestação pela Internet já mostra o quanto a população está contra ao aumento salarial dos vereadores.

“Estou aqui porque acho que os vcereadores não deveriam discutir aumento de salário com a cidade passando pelas dificuldades econômicas que todos conhecem”, comentou a professor, que é concursada da Semad (Secretaria Municipal de Educação).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário