A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

22/04/2017 10:36

No Tiradentes, calmaria no plantão especial de vacinação contra gripe

Paulo Nonato de Souza e Yarima Mecchi
No posto de saúde do Tiradentes, movimento tranquilo no plantão especial de vacinação contra gripe (Foto: Alcides Neto)No posto de saúde do Tiradentes, movimento tranquilo no plantão especial de vacinação contra gripe (Foto: Alcides Neto)

O sábado é de plantão especial da campanha de vacinação contra a gripe em cinco postos de saúde de Campo Grande: Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho, Coophavila e Coronel Antonino. Na agenda, crianças menores de dois anos de idade e profissionais da área de saúde.

Aberto às 7h30, o plantão da campanha iniciada na última terça-feira, dia 18, se estenderá até às 17h, conforme a programação divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde. No Centro Regional de Saúde do bairro Tiradentes, o Campo Grande News registrou movimento tranquilo na fila com a presença de cinco crianças acompanhadas dos pais.

“A agente de saúde avisou sobre o início da campanha, mas no dia o meu filho estava com febre, e hoje viemos aproveitar o plantão”, disse Roberto Durbem, 34 anos, que levou o filho de oito meses acompanhado da esposa Vanessa Alves, 37 anos.

Sobre o novo esquema de vacinação com atendimento por grupos e datas diferentes, começando pelas crianças e os profissionais de saúde, Vanessa Alves disse que a ideia evita tumultos. “É muito bom. Vai evitar as filas nos postos de saúde”, comentou.

Criança sendo vacinada. (Foto: Alcides Neto)Criança sendo vacinada. (Foto: Alcides Neto)

A dona de casa Air Galdêncio, de 50 anos, levou a neta de um ano e dois meses para vacinar. “A mãe da menina trabalha muito e não teve tempo de vir. O plantão facilitou a nossa vida”, disse ela, enquanto empunhava com orgulho o caderno de vacinação atualizado da neta.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, somente nos dois primeiros dias de campanha, terça-feira e quarta-feira desta semana, 3.599 pessoas foram imunizadas. Desse total, são 1.752 doses aplicadas em crianças e 1.847 em profissionais de saúde.

A partir da próxima segunda-feira, 24, as 65 unidades básicas de saúde da Capital poderão aplicar a vacina nas gestantes puérperas (mulheres com até 45 dias pós-parto), menores de 5 anos, mais profissionais de saúde e crianças de 6 meses a dois anos de idade. Já os idosos e as demais pessoas do grupo de risco, a campanha estará liberada a partir do dia 2 de maio.

Outros grupos - Por recomendação do Ministério da Saúde, os professores das redes pública ou privada do ensino básico, médio e superior foram inseridos no grupo de risco. Estes profissionais precisam apresentar holerite atualizado, além dos documentos obrigatórios para todos, como o CNS (Cartão Nacional de Saúde), documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação, caso tenha.

Já os profissionais de saúde devem levar a carteira de Conselho Regional de Saúde ou holerite, as gestantes e puérperas devem aprtesentar cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação. Também os índios serão vacinados com identificação pelo cadastro da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions