ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 33º

Capital

Operação contra pedofilia cumpre sete mandados de busca e apreensão em MS

Dois homens já foram presos em Campo Grande porque armazenavam conteúdo de pornografia infantil

Por Clayton Neves e Bruna Marques | 12/08/2020 07:10
Policial da Depca consuzindo preso de 29 anos, detido no Bairro Carandá Bosque. (Foto: Henrique Kawaminami)
Policial da Depca consuzindo preso de 29 anos, detido no Bairro Carandá Bosque. (Foto: Henrique Kawaminami)

Segunda fase da Operação Deep Caught cumpre sete mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (12). A investigação é comandada pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) e já prendeu duas pessoas que armazenavam pornografia infantil.

Segundo preso no momento em que chegou a delegacia. (Foto: Henrique Kawaminami)
Segundo preso no momento em que chegou a delegacia. (Foto: Henrique Kawaminami)

Antes das 6 horas, agentes da Depca estavam na casa dos suspeitos e fizeram buscas em computadores, celulares e dispositivos de armazenamento.

A Polícia Civil não informou em quais cidades os mandados estão sendo cumpridos, mas dois presos já foram levados para a sede da delegacia em Campo Grande. O primeiro, de 29 anos, foi preso no Bairro Carandá Bosque, o segundo, no Bairro Ana Maria.

Em maio, a primeira fase da operação prendeu um professor de Matemática, de 35 anos, um agente patrimonial, de 41 anos, técnico de telecomunicações, 29, e estudante de gestão comercial, de 32 anos. Este foi liberado ainda ontem após pagar fiança no valor de R$ 4 mil.

Diferente do técnico de telecomunicações, que apenas armazenava o material, o professor também compartilhava.

Deep Caught - O nome da operação refere-se ao trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil no ambiente da deep web, como é chamada a parte obscura da internet, onde costumam atuar os criminosos.

A expressão em inglês, equivale a algo buscado na profundeza.



Regras de comentário